sábado, 26 de maio de 2012

#BOMBA! Gilmar Mendes do STF diz que foi CHANTAGEADO por LULA!

Isso é muito grave! Mas por se tratar de PT, espera-se de tudo, inclusive assassinatos. A própria fundadora do PT, a Ex-Senadora Heloísa Helena, já chamava LULA de chefe da Quadrilha que é capaz de roubar e matar. Eles fazem isso com tal eficácia que não deixa rastros. O Prefeito Celso Daniel do PT, foi assassinado e 8 testemunhas tiveram o mesmo fim. Não é a toa que este BLOG vem tentar abrir os olhos dos brasileiros pois estamos falando de uma grande Máfia.
Veja que eles gastam fortunas desviados dos cofres públicos para se defenderem. Note que o Advogado Marcio Thomas Bastos, ex- Ministro de LULA, recebeu R$ 15 Milhões para defender Carlinhos Cachoeira. É um advogado que conhece de perto as falcatruas do PT assim como conhece as de Carlinhos Cachoeira. Se Cachoeira é um Ladrão defendido por um Governista, de quem vocês acham que são esses R$ 15 milhões? Existe ladrão honesto? Será que Cachoeira ganhou na Mega Sena para pagar esse Advogado do Diabo?  Se Cachoeira é um contraventor, é amigo de Cavendish da Delta que detém o Monopólio das Obras do PAC, que é amigo de Sergio Cabral, que faz festas suntuosas na França e ainda debocha em festas paga pelos brasileiros com guardanapos nas cabeças, claro que esse dinheiro é NOSSO! Tão nos roubando na maior cara de PAU! E ainda por cima usando nosso dinheiro para defenderem bandidos.
Por isso LULA tem que correr e chantagear Policiais e Juízes, tem que fazer alguma coisa, não para os brasileiros, mas para os BANDIDOS!

Vejam mais esta matéria bombástica divulgada pelo Folha Uol Notícias:



Lula propôs ajuda em CPI para adiar mensalão, diz Gilmar Mendes

PUBLICIDADE
DE BRASÍLIA

O ex-presidente Lula procurou o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes para tentar adiar o julgamento do mensalão.
Em troca da ajuda, Lula ofereceu ao ministro, segundo reportagem da revista "Veja" publicada neste fim de semana, blindagem na CPI que investiga as relações do empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, com políticos e empresários.
Sérgio Lima - 09.dez.2009/Folha Imagem
Então presidente, Lula conversa com o ministro do STF Gilmar Mendes em evento que aconteceu em 2009 em Brasília
Então presidente, Lula conversa com o ministro do STF Gilmar Mendes em evento que aconteceu em 2009 em Brasília
Mendes confirmou hoje (26) à Folha o encontro com Lula e o teor da conversa revelada pela revista, mas não quis dar detalhes. "Fiquei perplexo com o comportamento e as insinuações despropositadas do presidente Lula", afirmou o ministro.
O encontro aconteceu em 26 de abril no escritório de Nelson Jobim, ex-ministro do governo Lula e ex-integrante do Supremo.
Lula disse ao ministro, segundo a revista, que é "inconveniente" julgar o processo agora e chegou a fazer referências a uma viagem a Berlim em que Mendes se encontrou com o senador Demóstenes Torres (ex-DEM-GO), hoje investigado por suas ligações com Cachoeira.
Membro do Ministério Público, Demóstenes era na época um dos principais interlocutores do Poder Judiciário e de seus integrantes no Congresso Nacional.
A assessoria de Lula disse que não iria comentar.
Na conversa, Gilmar ficou irritado com as insinuações de Lula e disse que ele poderia "ir fundo na CPI".
De acordo com a reportagem da "Veja", o próximo passo de Lula seria procurar o presidente do STF, ministro Carlos Ayres Britto, também com o intuito de adiar o julgamento do mensalão.
Em recente almoço no Palácio do Alvorada, na ocasião da instalação da Comissão da Verdade, Lula convidou Ayres Britto para tomar um vinho com ele e o amigo comum Celso Antonio Bandeira de Mello, um dos responsáveis pela indicação do atual presidente do Supremo.
À Folha Britto também confirmou o convite, mas disse que não percebeu qualquer malícia em Lula e que o encontro não ocorreu.
"Estive com Lula umas quatro vezes nos últimos nove anos e ele sempre fala de Bandeirinha. Ele nunca me pediu nada e não tenho motivos para acreditar que havia malícia no convite", disse. Ele diz que a "luz amarela" só acendeu quando Gilmar Mendes contou sobre o encontro, "mas eu imediatamente apaguei, pois Lula sabe que eu não faria algo do tipo".
Na última sexta-feira (25), em Salvador, Ayres Britto disse que os ministros do STF "estão vacinados contra todo tipo de pressão". "Ainda está para aparecer alguém que ponha uma faca no pescoço dos ministros do STF."


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain