domingo, 26 de janeiro de 2014

Rolezinho como forma de adultização infantil

Cultura de “zuar” em shoppings do país traz consequências à sociedade, estimulada pela adultização infantil de uma geração.
Por Maria Augusta Ribeiro do Blog Belicosa
Milhões de jovens da periferia invadem os shoppings de todo o país, ávidos por consumo e diversão. Mas será que eles têm idade suficiente para estar lá? Ou são apenas a consequência da adultizaçao infantil generalizada no país?
O fenômeno da adultização infantil se observa na geração de 10 a 14 anos, erotizados por roupas inadequadas à sua idade, hábitos de consumo além de sua geração, e encurtamento de suas infâncias.
Iniciada com o estímulo de pais e colegas à pratica sexual desde muito pequenos, os meninos são incentivados a se tornarem mais adultos. Já as meninas vêm acompanhadas pelo incentivo ao consumo de maquiagens, salto alto e roupas cada vez mais parecidas com a de uma mulher feita.
Assim, a falta de políticas direcionadas a conter a adultização, estímulo à educação de qualidade, e cerceadores que consigam balizar, de fato, o que a indústria visual exibe, direcionam os pequenos ao consumo da roupa de marca, reduzindo o consumo de produtos falsificados, para que, de fato, tenham status de famosinhos a cada rolé no shopping.
Continue sua leitura em Belicosa.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain