quarta-feira, 29 de maio de 2013

#BOMBA! 6.000 Guerrilheiros Cubanos chegarão ao #Brasil transvestidos de Médicos.

Por: forum anti nova ordem mundial

Veja as denúncias que está por trás da contratação dos 6 mil médicos cubanos
[Imagem: 960090_607819775894977_1289158391_n.jpg]

Acompanhem comigo

Brasil trará 6 mil médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes

[Imagem: Patriota-e-Parrilla_Wilson-dias_ABr.gif]
Detalhes estão em negociação entre os dois países; na foto os chanceleres Bruno Parrilla (à esq.) de Cuba e Antônio Patriota, do Brasil


do Opera Mundi

O Brasil deverá passar a contar com cerca de 6 mil médicos cubanos no sistema público de saúde, especialmente em regiões carentes. Os detalhes estão em negociação entre os dois países, mas a parceria já foi anunciada nesta segunda-feira (06) em um encontro com o ministro de Relações Exteriores do Brasil, Antonio Patriota, e seu colega cubano, Bruno Eduardo Rodríguez Parrilla.

"Cuba tem uma proficiência grande nessa área de medicina, em farmacêuticos e em biotecnologia. O Brasil está examinando a possibilidade de acolher um número (de médicos cubanos) através de conversas que envolvem a Opas (Organização Panamericana de Saúde). Está-se pensando em algo em torno de 6 mil ou pouco mais" disse Patriota.

Segundo o chanceler brasileiro, há um déficit de profissionais brasileiros na área de saúde atuando em áreas carentes do país, o que motivou essa articulação com o governo cubano.

"Estamos nos organizando para receber um número maior de médicos aqui, em vista do déficit de profissionais de medicina no Brasil. Trata-se de uma cooperação que tem grande potencial e à qual atribuímos valor estratégico", disse ele.

A negociação foi iniciada em janeiro de 2012, quando a presidente Dilma Rousseff visitou Havana. Na época, ela defendeu uma iniciativa conjunta para a produção de medicamentos e mencionou a ampliação do envio de médicos cubanos ao Brasil para apoiar o atendimento no SUS (Serviço Único de Saúde).

Em negociação

Patriota alertou, no entanto, que a medida ainda está em estudo e, portanto, não existem mais detalhes a respeito de prazos ou a inclusão de médicos outras nacionalidades, além da cubana. O porta-voz do Itamaraty, embaixador Tovar Nunes, acrescentou que as discussões envolvem outros ministérios, como os da Saúde e o da Educação, e que a medida precisará ser aprovada no Congresso para entrar em vigor.

"Ainda estamos finalizando os entendimentos para que eles (os médicos cubanos) possam desempenhar sua atividade profissional em regiões particularmente carentes no Brasil. Acho que isso fortalecerá mais ainda nossa parceria numa área em que Cuba detém uma clara vantagem e se estabeleceu mundialmente como um pais que contribui para elevar os níveis e saúde aqui na América Latina”, disse o chanceler brasileiro.

Patriota e Rodríguez também não informaram como será a concessão de visto (definitivo ou provisório) para esses profissionais.

Antecedentes

Cuba já tem um acordo de cooperação semelhante com outro membro do Mercosul (Mercado Comum do Cone Sul), a Venezuela, através da "missão Barrio Adentro". Em troca do petróleo venezuelano, Cuba envia profissionais da saúde para atuar ao lado de venezuelanos e oferecer serviços de saúde à população em áreas pobres e inacessíveis. Com nove anos de implementação, foram realizadas mais de 500 mil consultas médicas gratuitas, de acordo com o governo venezuelano.

(Foto: Wilson Dias/ABr)
Fonte

Agora me aparece isso, como podemos interpretar todas essas informações?

[Imagem: 6pyste.jpg]

Existem apenas 2 Universidades de Medicina em Cuba:
[Imagem: cuba_2236.jpg]
'La Habana': Forma em média 200 médicos por ano

[Imagem: elam1.jpg]
- 'Elam - Escuela Latino Americana de Medicina': Forma em média 100 médicos por ano;
Portanto seriam: 200 + 100 = 300 por ano.
Para ajuntar 6 mil médicos, seriam necessários todos os médicos formados nos últimos 20 anos, que teriam de estar disponíveis para vir trabalhar no Brasil.

Fonte
Citar:Confira a seguir o artigo no site Alerta Total – http://www.alertatotal.net
Por José Gobbo Ferreira

Em primeiro lugar, tenho que lhes pedir que não me considerem paranoico ou adepto de teorias conspirativas. Meu assunto hoje é gravíssimo e peço que o apreciem com profunda atenção.

Fato portador de futuro: O governo pretende contratar 6.000 médicos cubanos para trabalhar nas áreas carentes do Brasil.

Em primeiro lugar, chama a atenção o número. Cuba é um país muito pequeno. Nele é fácil ajustar a formação profissional com as necessidades da sociedade. É no mínimo estranho que haja tantos médicos sobrando, a ponto de nos serem oferecidos nessa quantidade.

Depois, é preciso levar em conta a qualidade da formação desses profissionais. Estou anexando reportagem de "O Globo" de hoje, 8/05/2013, que discute esse assunto. A qualidade daqueles profissionais está abaixo da crítica.

Em seguida, note-se que o destino dessas pessoas será os rincões mais atrasados do país, onde todos os serviços prestados pelo governo, que já são péssimos alhures, praticamente inexistem, em particular a segurança.

Se forem de fato médicos, depois de militarem por algum tempo naqueles lugares, é perfeitamente compreensível que queiram um upgrade, ou seja, oportunidades em locais melhores, e aí com certeza o regime bolivariano brasileiro lhes facultará esse direito, que equivalerá a equipará-los aos profissionais formados nas faculdades brasileiras.

Por todos esses motivos a vinda desses(as) senhores(as) deve ser abortada.

Mas agora vem o mais importante: Esse pessoal pode se constituir em uma ameaça gravíssima à SegurançaNacional. Em outras palavras: nada me convence que eles, pelo menos em sua grande maioria SEJAM REALMENTE MÉDICOS, AINDA QUE APRESENTEM OS MAIS DIFERENTES DIPLOMAS CUBANOS.

Raciocinem comigo. Qual a melhor maneira de infiltrar guerrilheiros cubanos em nosso território sem combate, sem defesa, e em locais onde a ação do Estado brasileiro é deficiente, ou mesmo ausente? Qual a melhor maneira para doutrinar grupos como o MST, por exemplo, do que infiltrar instrutores de guerrilha em seu meio, disfarçados de médicos? Ainda que não seja provável que o governo bolivariano brasileiro um dia quisesse fazê-lo, como fiscalizar a atuação dessas pessoas e, mesmo que ela se torne francamente indesejável, como destruir uma rede de pelo menos 6.000 (eles se multiplicam) pontos estrategicamente distribuída pelas áreas carentes e/ou remotas do país e já solidamente implantada?

Por amor ao Brasil eu os concito a agir da maneira que estiver ao alcance de cada um, para fazer abortar essa inciativa do grupo bolivariano que nos governa. Repassem o mais possível, enviem e-mails para os CRM´s e para o CFM, mobilizem os médicos que possam ter em seus círculos de amizade e principalmente na família. Não é necessário (ainda) pegar em armas. No momento nossa arma é a internet e o boca a boca.

Ainda que meus temores sejam indevidos, não há vantagem nenhuma em aceitar essa horda em nosso país. Não há porque correr esse risco pois até mesmo os possíveis benefícios não são compensadores. Isso me parece ser o maior cavalo de Troia da idade moderna.

Estou anexando também um artigo que mostra a infiltração de guerrilheiros cubanos no Chile de Salvador Allende. Naquele tempo, a maior parte usou passaportes diplomáticos. Hoje, o governo do Brasil é exatamente o que era o governo Allende. E os cubanos usariam desta vez seus diplomas de péssima qualidade para se instalar.

Acorda Brasil.
Fonte
Colaboração libertar.in

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain