sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

#BOMBA! Invasores do Instituto #LULA levam até Rapadura.

Por Carlos Parrini ... 

Lula está bem chateado com a invasão de seu Instituto. Mas não tem muito do que reclamar, tanto por ser um pseudo Socialista, como apoiador dessas invasões. Mas é aquela história: "Pimenta nos olhos dos outros, é refresco". Ademais, quase tudo que tem nesse instituto, foi surrupiado de Brasilia (Vide AQUI). Precisaram gastar uma fortuna para que tudo fosse transportado em doze caminhões pagos com dinheiro público. Só com as bebidas caras e raras de uma adega que existia no Palácio, foi preciso um caminhão exclusivo. Mas esta adega ele deve ter levado para casa, já que adora se embebedar. 

http://3.bp.blogspot.com/_4vSexq-6fj0/TSnq1zUATWI/AAAAAAAALxs/FKlzmlZIl-k/s1600/crucifixo-268x300.jpg
Lula não dispensou nem o Crucifixo 
que estava a décadas no Palácio

A sua revolta deve ter sido por estar sempre enchendo os bolsos desses Movimentos fora da Lei. Inclusive o MST já levou mais de R$ 70 milhões, para não fazer nada, ou melhor, gastar parte para fazer um BARRACÃO para um de seus líderes como podem ser AQUI (Cuidado! Cena chocante para os favelados e sem teto). Outro movimento que ganhou R$ 30 milhões para reformar sua Sede, foi a UNE. Até hoje também não fez nada, apenas está torrando essa grana como podem ver AQUI.

Parte do Barraco de um dos Líderes sem terra

Essa é a razão da chateação do Lula. Além de terem surrupiado tudo da geladeira e nem terem dispensado a Rapadura do caseiro, mais uma vez foi esfaqueado pelas costas pelos traidores, ladrões  e vagabundos que comem em sua mesa. 
Parece que todos os Apóstolos de LULA, são traíras como JUDAS. Ele é um SANTO, hehehehe

Vejam mais detalhes sobre esse babado:

sexta-feira, janeiro 25, 2013

INVASORES DO INSTITUTO LIMPARAM A GELADEIRA DO LULA. DETONARAM ATÉ O ESTOQUE DE RAPADURA DO CASEIRO. NÃO FICOU NADA!

Via Blog do Aluizio Amorim
Os invasores limparam a geladeira e comeram o estoque de carnes da ex-primeira dama Marisa Letícia, bem como manteiga francesa e tâmaras israelenses de uma assessora e as frutas reservadas ao Lula. De sobremesa detonaram o estoque de rapadura do caseiro.
Embora tenha deixado o prédio do Instituto Lula, na zona sul de São Paulo, intacto após 32 horas de ocupação, o grupo de sem-terra que invadiu quarta-feira o escritório do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não poupou a geladeira do local. Após a saída dos invasores, os funcionários do Instituto perceberam que, além do estoque de rapaduras do caseiro, a geladeira estava vazia.
Entre os itens consumidos pelos estudantes e assentados que passaram a noite no local estava o estoque de carnes da ex-primeira-dama Marisa Letícia, as frutas do ex-presidente (ele tem o hábito de comer frutas pelo menos três vezes ao dia), a manteiga francesa de uma assessora e as tâmaras israelenses de uma auxiliar. "Não sobrou nada", comentou um funcionário.
Chamados pelo diretor-presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, de "convidados", os invasores também se "apropriaram" dos jornais da entidade e leram toda a repercussão da invasão do prédio. Além das publicações nacionais colocadas à disposição dos invasores em uma bancada do quintal do prédio, os estudantes e sem-terra se inteiraram do noticiário do El País (Espanha), Le Monde (França) e Corriere Della Sera (Itália). Por volta das 14 horas, o grupo de aproximadamente 80 pessoas deixou pacificamente o prédio e, após uma vistoria dos funcionários, não foi detectado nenhum dano às instalações.
Em nota divulgada na tarde desta quinta-feira, o Instituto declarou ser solidário à causa das 68 famílias do assentamento Milton Santos, em Americana, no interior paulista. 
"Reiteramos nossa solidariedade à causa das famílias do assentamento. Esperamos que elas permaneçam nas terras onde vivem e produzem. Lamentamos, todavia, que o Instituto tenha sido colocado como parte de um problema que não está na sua alçada", diz a nota. Na tarde desta quinta, os sem-terra se reúnem com a direção do Incra para negociar medidas que impeçam a reintegração de posse marcada para o fim do mês.
Ainda de acordo com a nota, o Instituto foi criado para "preservar o legado dos governos do presidente Lula e para trabalhar em projetos de desenvolvimento social na África e pela integração da América Latina". "A questão agrária não está entre os seus objetivos institucionais", reforça a entidade. Do site do Estadão

 
Olha quem está falando!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain