quarta-feira, 27 de junho de 2012

#BOMBA! PTista Marco Maia aumenta ajuda para Deputados de 60 para R$ 75 mil/mes:

Para os Deputados não tem crise. Mais uma vez estão se dando aumentos abusivos de 25%. É que a ajuda de R$ 60 mil por mês que vinham recebendo para não fazerem p... nenhuma, era muito pouco para fazer frente as despesas que costumam inventar.
Ontem mesmo denunciamos aqui o arrocho salarial que o PMDBista, Ministro da Previdencia Garibaldi Alves, aprovou para os Aposentados e Viuvas (Vejam), quando pretende reduzir o salários dos indefesos em até 50%.
Em mais um ato de covardia, tentam prejudicar os nossos idosos como se eles fossem os culpados dessa falencia do estado, que não tem dinheiro para aumentos dignos a quem realmente precisa. Não tem dinheiro para a Saúde e muito menos para a Educação. Mas tem dinheiro para Copa, Olimpíadas e para encher os bolsos deles.
Para Dilma também não há crise pois além de ótimos salários, gratificações e diárias em dólar para passear para outros países, já recebeu polpudas indenizações por ter sido uma guerrilheira e assaltante de bancos.
Apesar dessa injustiça onde deputados reajustam abusivamente seus próprios salários e ajudas de custo, ao mesmo tempo os que aposentados e pensionistas mal ganham para se sustentar e ainda morrem em filas do SUS, DILMA não faz nada. Não move uma palha para conter esse assalto aos cofres públicos. Nem mesmos os Ministros ladrões que ela teve pena de afastar, teve a coragem de mandar prender pois não quer perder seu apoio parlamentar.
Assim, fica posando de faxineira quando é uma verdadeira porca que varre o lixo pra debaixo do tapete e ainda é uma grande covarde que não faz nada contra os pobres coitados que deram a sua vida pelo País.
Oxalá, a verdadeira crise que passam os brasileiros, possa abrir os olhos de todos afim de que escurrassem esses bandidos da vida pública de uma vez por todas.

Foto



Vejam a matéria:


Assessores de deputados federais terão reajuste salarial em julho

Folha Vitória
Agência Estado
Redação Folha Vitória





Brasília - A Câmara vai aumentar a verba de gabinete a que cada deputado tem direito a partir do dia 1º de julho. A expectativa é que o recurso seja reajustado em 25%, dos atuais R$ 60 mil mensais para R$ 75 mil. A verba de gabinete é destinada ao pagamento exclusivamente dos salários dos funcionários contratados pelos deputados sem concurso público. Os parlamentares podem contratar até 25 assessores para trabalhar em seus gabinetes ou em suas bases eleitorais. O presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), não confirmou o valor do reajuste ao anunciar, nesta terça-feira, que o aumento será a partir do próximo mês.

"Deem a manchete com letras garrafais: a Câmara vai conceder reajuste para os servidores dos gabinetes. Já disse isso lá atrás", afirmou Maia. É antiga a promessa do presidente da Câmara de aumentar a verba destinada ao pagamento de funcionários dos gabinetes. Ele argumenta que esses assessores têm os salários mais baixos e estão sem reajuste há quase cinco anos. Maia condicionava o aumento à previsão orçamentária para isso.

"Já vi, inclusive, que a presidente Dilma (Rousseff), atendendo a um pedido feito por nós, lá no final do ano passado, concedeu um crédito para folha de pagamento de R$ 150 milhões para esse reajuste. Devemos conceder esse reajuste a partir de 1º de julho", disse o presidente da Câmara. Atualmente, os salários dos assessores de gabinete podem chegar a R$ 8.040,00, considerando as gratificações. Sem elas, a maior remuneração é de R$ 4.020,00.

A Câmara tem em torno de 10.200 secretários parlamentares, como são conhecidos os assessores de gabinete. Muitos deles prestam serviço para o deputado nos Estados, sem a presença na Câmara. O reajuste vai engordar os recursos dos parlamentares para o pagamento de seus assessores a três meses das eleições municipais, quando muitos dos assessores são requisitados nas bases eleitorais do parlamentar.

Além da verba para contratar assessores para os seus gabinetes, o parlamentar tem direito a uma cota mensal para gastar com despesas de seus escritórios políticos nos Estados, passagens aéreas, alimentação e demais gastos considerados para o exercício do mandato. Os deputados e os senadores têm o salário mensal de R$ 26,7 mil. Os parlamentares que não moram em apartamento funcional recebem auxílio-moradia no valor de R$ 3 mil.
http://www.folhavitoria.com.br/politica/noticia/2012/06/assessores-de-deputados-terao-reajuste-salarial-em-julho.html


Foto: PRESIDENTES SUL-AMERICANOS CONDENAM IMPEACHMENTE RELÂMPAGO NO PARAGUAI

por Sinfrônio


www.humorpolitico.net
.........

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain