sábado, 8 de novembro de 2014

Incrível! TCU descobre que Macaxeira servida na Petrobrás é 5 vezes mais cara.

Por Carlos Parini ... 

Nesse momento histórico comandado pelo PT, jamais tinha visto nada igual, salvo inúmeras formas inusitadas de se roubarem dinheiro público. Já soube de dólares carregados nas cuecas, malas, calcinhas e meias. Já soube também das milhares de xicrinhas de café compradas por Sarney para servir ao Senado por R$ 345,00 cada. Soube também de toneladas de carnes e aperitivos que Dilma, Renan e outros membros da facção compraram para abastecerem seus pequenos freezers mas que mal caberiam em grandes frigoríficos. Até soube desse mesmo Senador Renan, que acaba de eleger seu filho para Governador de Alagoas com as bençãos do povo que é roubado, chegou a vender 1.000 bois a um humilde açougue que não tinha condições de comprar nem um. Soube também de líderes do PT presos no Presídio da Papuda sendo que alguns ainda mantem seu mandato de deputado. Soube também de ladrões colocados na Petrobrás para distribuirem dinheiro para o PT e uma imensa quadrilha de ladrões. Soube de inúmeros estádios que gastaram bilhões para uma simples reforma e soube também das eleições terem suas apurações dentro de recinto fechado sem nenhuma fiscalização, salvo pela presença de um ex-advogado do bandido José Dirceu do PT que ainda cumpre pena por roubo. Soube também de obras em transposições de Rios e construções de refinarias terem previsões de alguns Bilhões mas que até agora já estão 10 vezes mais caras, embora ainda não tenham sido concluídas. Soube também de do projetinho da Refinaria de Bacabeira MA que custou a mixaria de 1 Bilhão, mas que continua um terreno baldio.

ROMBO - O exterminador do dinheiro público

Agora, superfaturararem mandioca, macaxeira ou aipim como é conhecida essa iguaria Nordestina, deveria ser um crime hediondo e inafiançável. Mesmo que tenham cobrado apenas R$ 14 reais ao inves de R$ 3 o Kilo, é um roubo que mata quem não tem acesso a esse alimento.
Já quem roubou os cofres públicos ou foi beneficiado pelos roubos, deve ser re-eleito, se estiverem presos devem ser trancafiados no conforto de suas casas, ou terem penas transformadas em alternativas. Quanto ao dinheiro roubado e mandatos de deputados, que sejam mantidos na posse dos ladrões pois ninguem das Zelites pode viver sem dinheiro. Só os miseráveis.
As notícias boas são que Dilma foi re-eleita apesar de tanta corrupção, os estádios de futebol boram construídos a tempo para a copa e resta pouca mandioca para ser superfaturada. UFA!!!!


 
Mandioca oferecida ao povo
que vota nos corruptos.

Vejam o babado:


FIM DO MUNDO! Até no aipim a Petrobrás superfaturava, diz TCU
Macacheira com preço superfturado

O popular aipim, em Pernambuco conhecido por macacheira, foi superfaturado
Foto: GLOBO
BRASÍLIA — A Petrobras já recorreu aos mais diversos argumentos para rebater a acusação de superfaturamento de R$ 1,3 bilhão nos principais contratos das obras da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. Preços a mais, acertados com as empreiteiras, foram a base para o esquema de desvios operado pelo doleiro Alberto Youssef e pelo ex-diretor Paulo Roberto Costa, conforme investigação da PF na Operação Lava-Jato. No caso de uma fatia desse superfaturamento, referente aos custos com alimentação, a estatal recorreu à mandioca — ou à macaxeira, como é conhecida no Nordeste — para explicar a diferença de preços.

O caso é investigado em inquérito da PF e em processos de auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU). O que já se constatou é que a mandioca de fato foi comprada para o café da manhã nos canteiros de obras e encareceu as refeições, mas a preços superfaturados, conforme as investigações. A Petrobras disse terem sido gastos R$ 2,88 a cada 220 gramas de mandioca. O valor foi considerado elevado pelos técnicos do TCU. “Considerando as cotações máximas da Ceasa-PE, corrigidas pelo IPCA, o valor de referência para a porção de 220 gramas de macaxeira é de R$ 0,39”, advertiram eles, em relatório.

A PF abriu inquérito em 2011 com base no relatório do TCU para apurar o suposto superfaturamento em quatro contratos da refinaria. Os custos exagerados de alimentação chegaram a R$ 37,9 milhões, segundo os auditores. A PF, então, intimou gerentes dos contratos para que explicassem as diferenças de preços.

— A convenção coletiva dos trabalhadores da indústria da construção pesada exige que o café da manhã respeite os regionalismos. No caso do Nordeste, são um tubérculo e uma proteína. Sem macaxeira ou inhame e sem galinha ou carne, a obra para — afirmou à PF Flávio Casa Nova, um dos gerentes de implementação da obra.

VEJA TAMBÉM

Dos sete gerentes da refinaria intimados pela PF, três citaram a mandioca como responsável por encarecer o café da manhã. A suspeita de superfaturamento ocorreu porque os preços estimados eram superiores à tabela usada pelo TCU como referência. Esse cardápio leva em conta obras de São Paulo e inclui café, leite, margarina, queijo prato, muçarela e pão francês.

Num acórdão de 2013, o TCU concordou com a inclusão da mandioca, mas destacou que uma porção de 220 gramas era “bem superior” à prevista, de 120 gramas. “Entende-se que deve ser revisto o valor adotado na análise de preços”, diz o relatório.

O TCU decidiu reconsiderar o valor do café da manhã, classificado como adequado por causa dos preços semelhantes praticados nas obras do Complexo Petroquímico de Pernambuco. Falta agora saber qual a posição da PF sobre a mandioca superfaturada.



Mandioca oferecida aos Petroleiros com dinheiro roubado.

TCU descobre que Macaxeira servida na Petrobrás é 5 vezes mais cara, charge macaxeira, charge mandioc, charge aipim, corrupção, PT, superfturamento Petrobrás, Delação premiada, eleiçoes, miséria, bolsa familia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain