sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Empreendedorismo Social


Por Maria Augusta Ribeiro do BELICOSA

Na falta de um conceito aceito por todos, o empreendedorismo social foi capaz de gerar vários conceitos, porém o mais aceito é que se trate o empreendedorismo social como um negócio, com ou sem fins lucrativos, que devolva à população alternativas sociais.
O empreendedorismo social pode ser um negocio lucrativo que busque soluções para muitos problemas sociais ou organizações sem fins lucrativos que, de forma participativa, melhore a situação de pobreza, a falta de educação, ou ainda a saúde, em comunidades em sua maioria próximas à sede da organização.




O que diferencia o empreendedorismo social ao usual é o retorno social que este negócio proporciona, ao investir seus esforços na população, tornando-a mais equilibrada e sustentável.
E qualquer um pode ser empreendedor social? A tese mais aceita é que não há como se construir um empreendedor ou líder, mas o assunto ainda gera discussões, já que o mundo recebe dezenas de cursos sobre como ser um empreendedor social.

Acredita-se que o ser empreendedor é uma qualidade que pode ser desenvolvida, mas não criada. Comparando-a com a diferença entre ser um professor ou ser um mestre que foi gerado pela liderança de um professor, descobrimos que nos lembramos dos mestres, e pouco dos que foram somente professores.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain