sábado, 15 de setembro de 2012

#BOMBA! FERNANDO HADDAD fez um grande estrago na EDUCAÇÃO.

Não sei qual é o problema que levou os PTistas a estragarem a Educação no Brasil. Tudo que vemos feito pelo Ex-Ministro Haddad, por exemplo, foi um atraso. Talvez porque Lulinácio detestava estudar ou ler um livro, talvez por ele ter tido uma mãe que nasceu analfabeta, ou talvez por acharem que investir 10% do PIB em Educação, seria muita grana a se jogar fora. Mas o fato mesmo é que entre todos os motivos que hajam ou inventem, nunca poderão dizer que é por falta de Dinheiro. Isso tem de sobra. Brasil hoje caga dinheiro. Dinheiro nasce em árvores, nasce que nem capim pois, Nunca na história do Brasil, roubaram tanto. Vejam que nem somados todos os governos desde o Império, incluindo os Militares e depois os Civis até FHC, chegaram a cifras tão absurdas de roubo. Estima-se que a Corrupção leva em torno de R$ 70 Bilhões por ano. Além disso, sobra muita grana a ponto do Brasil doar R$ 10 Bilhões para o FMI, R$ 10 Bilhões para a União Européia,  Bilhões para ONGs, R$ 7 Bilhões para países comunistas e de genocidas, R$ 50 Bilhões para Empreiteiras e etc. Mas o retorno e resultados práticos nos investimentos na Educação é isso aí abaixo:

ESCÂNDALOS NA EDUCAÇÃO DO MIN. HADDAD
Colaboração Karí Alves da Comunidade do Orkut LJTE


No Brasil, 1 milhão e 300 mil alunos das escolas públicas da zona rural do País já receberam materiais escolares ensinando que dez menos sete é igual a quatro.

Acusado de furtar o Enem admite que pode ter sido feito de laranja

Marcelo Sena teria retirado um dos cadernos de questões de dentro da gráfica...


E assim o Ministro da Educação, HADDAD ( PT ) com a ocorrência dessa falcatrua e maracutáia começa a desmoralização do ENEM junto a classe estudantil e instituições de ensino como universidades. A descredibilidade do ENEM foi um marco de sua gestão.


As falcatruas e maracutáias se sucedem e NOVO escândalo na gestão do Ministro da Educação, HADDAD ( PT )




Mesmo depois de muita polêmica após o roubo das provas, acontecido no ano passado, o Enem contiuou causando discussões entre candidatos e organização. 

A última edição da prova deixou os estudantes e pais de estudantes preocupados pois as provas e cartões de resposta continham vários erros graves, que, no ponto de vista deles, podem comprometer a correção do exame.





Mas, mesmo com tantas reclamações e a suspensão do exame, feita por uma juíza do Ceará, o gabarito oficial será divulgado nesta terça-feira (09). 

O ministro da Educação, Fernando Haddad, explica que a anulação de algumas questões seria normal e que os erros nas provas estão na “taxa de tolerância”, e não comprometem a correção do exame. Haddad afirma ainda que acionará recurso contra a decisão tomada no Ceará.

http://susse.com.br/geral/novo-escandalo-na-educacao-enem.html




Até no Twitter, beneficiados pelo esquema distribuição do gabarito antes da prova, demonstram alegria.



Ministro da Educação, HADDAD ( PT )
Gastou R$ 14 milhões para imprimir 7 milhões de livros com erros de português e matemática.




Acredite se puder, o Doutor Honoris causa, o Meritíssimo, Excelentíssimo, Ilustríssimo, Reverendíssimo e tudo que termina com "íssimo", o semi-analfabeto LULLADRÃO disse que o tal de HADDAD foi o melhor Ministro da Educação do seu governo. 

Agora, imagine se não fosse....

O Ministério da Educação (MEC) pagou R$ 13,6 milhões para imprimir 7 milhões de livros escolares com erros graves. No segundo semestre de 2010, foram distribuídas, com erros graves 200 mil exemplares do Escola Ativa, material destinado às classes que reúnem alunos de várias séries diferentes.


No Brasil, 1 milhão e 300 mil alunos das escolas públicas da zona rural do País já receberam materiais escolares ensinando que dez menos sete é igual a quatro.

Ministro da Educação, HADDAD (PT) dando provas de sua competência



Foram impressos ao todo 7 milhões de livros. Cada coleção do Escola Ativa contém 35 volumes. Os erros foram detectados no início do ano, e um grupo de especialistas contratados pelo MEC julgou que eles eram tão graves, tão grosseiros e tão numerosos que não bastava divulgar uma “errata” à coleção.

Os livros com erros foram distribuídos a 39.732 classes multisseriadas da zona rural, presentes em 3.109 municípios e em todos os Estados do país. Segundo publicação do MEC, essas classes atendem 1,3 milhão de alunos.

última versão da coleção do Escola Ativa teve a impressão encomendada à gráfica e editora Posigraf, de Curitiba, Sul do Brasil. Segundo registro no Portal da Transparência, site mantido pela Controladoria-Geral da União, o trabalho custou aos cofres públicos exatos R$ 13.608.033,33.

O dinheiro que o governo federal gastou para ensinar que dez menos sete é igual a quatro seria suficiente para a construção de 36 escolas de educação infantil, segundo cálculo usado recentemente pelo próprio ministério. As 200 mil coleções foram impressas e distribuídas no segundo semestre de 2010, sem que percebessem as falhas na edição.





Erros primários

O MEC informou não ter toda a coleção disponível para a consulta em Brasília. Mas, entre os exemplos que condenaram a edição, os erros de matemática são os mais notáveis.

Na página 29 do Guia 4 de Matemática, o Escola Ativa convida os alunos a fazer descobertas com números, na companhia dos personagens Joana e Pedro. A página apresenta uma tabela na qual, na qual



10-7=4.


A página 138 do Guia 3, também de Matemática, apresenta tabelas de adição e subtração, para que os alunos confiram os resultados de operações com números entre 9 e 18. Nas tabelas, o Escola Ativa, o aluno da zona rural aprende que...

16-8=6
e
16-7=5.



Orange Matos Feitosa diz:
Mais um Ministério inoperante que quer justificar o injustificável!!!!

E o erário público mais uma vez é jogado ao Vento! Ora, quem faz a revisão desse material não é o próprio Ministério? Como explicar para população que o Ministério da Educação não está fazendo o dever de casa? por que os supervisores não estão trabalhando corretamente? Logo, para fazer de justiça ao cargo e aos bilhões retirados dos nossos bolsos é preciso sair em busca dos “responsáveis”. Seria cômico se não fosse trágico e desrespeitoso com a Educação, com o ensino, pais, alunos e professores!!!! Seria mais honesto assumir a responsabilidade e solicitar exoneração do Ministro e sua equipe!!!! Mas, por que deixar o cargo se depois de alguns dias, o escândaloso caso, se desvanecerá na fumaça do esquecimento e as gráficas serão as únicas responsáveis?!?

O pior de tudo é que esses desastres Ministeriais acontecem ano após ano e não se toma uma providência rigorosa em relação a esse Ministério que há decadas está falido e responsabiliza com seu discurso neoliberal e falacioso o professor pelo má qualidade de ensino!

Que país é este????

http://eco4u.wordpress.com/2011/06/21/educacao-no-brasil-governo-gasta-r-14-milhoes-para-ensinar-que-10-menos-7-e-igual-a-4/



Queda de IDH em 19 posições
Esse era o IDH do Brasil em 2003 ano que esses animais assumiram o país
que estava estabilizado mesmo vindo de uma crise mundial onde o mundo
crescia muito pouco:

http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI119137-EI294,00-Lista+completa+do+ranking+de+IDH+da+ONU+em.html




Posição 65
. Vergonha, mas ainda na frente de países como Jamaica, Venezuela,
Dominica,  Ucrânia, Romênia,  Peru, e dezenas de outros países.


Agora no último IDH o Brasil passou a ter o IDH de posição 84 , atrás desses 
países e de muitos outros ( inclusive países Africanos). 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de_pa%C3%ADses_por_%C3%8Dndice_de_Desenvolvimento_Humano






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain