terça-feira, 15 de maio de 2012

#Bomba! #Dilma doa US 7,5 Milhões para a palestina!

Mais uma vez o Governo do PT pensa que o Dinheiro do povo brasileiro é capim. Mais uma vez vão gozar com o p.... dos outros. Querem se manter como o maior doador internacional de qualquer jeito, mesmo que para isso tenham que deixar morrer centenas de pessoas ou por seca ou por muita chuva.
Doam nosso dinheiro para gente estranha quando os próprios brasileiros passam fome ou carecem de hospitais e trabalho. Os presídios estão abarrotados de bandidos, os policiais estão recebendo salários de fome. Os militares não recebem aumentos salariais a uma década. Os aposentados que trabalharam a vida toda estão vendo seus salários derreterem mais rápido que gelo.
Mas Dilma não está nem aí, segue o mesmo caminho de seu criador, Lulinacio, que doou mais de R$ 7 bilhões para países de ditadores, assassinos e genocidas.
Pode até ser que o dinheiro não seja capim, mas que Dilma está fazendo o capim ser comida de milhões de brasileiro, ah, isso tá!

Vejam mais esta doação conforme divulgada pela Revista Veja:


Em busca de projeção, Brasil anuncia 7,5 milhões de dólares para refugiados da Palestina

Medida faz parte de um conjunto de ações brasileiras para se firmar como ator relevante no cenário internacional

Luís Bulcão
Cerca separa assentamentos israelenses de áreas palestinas construídas
Cerca separa assentamentos israelenses de áreas palestinas construídas (Cecília Araújo / VEJA)
O governo brasileiro anunciou, na segunda-feira, uma doação de 7,5 milhões de dólares para a Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados Palestinos (UNRWA, sigla em inglês). A doação faz do Brasil o maior contribuinte entre os países dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) para os refugiados palestinos. Para o coordenador do departamento de Relações Internacionais da Fundação Getúlio Vargas, Matias Spektor, a medida não é mero altruísmo internacional.

Além da ajuda humanitária - a contribuição ajudará a agência de assistência alimentar, que atende 106 mil refugiados, o departamento de educação, que atende 1.800 crianças, e as 20 unidades de saúde que atendem  1,2 milhão de refugiados na Faixa de Gaza -, a medida faz parte de um conjunto de ações brasileiras para se firmar como ator importante no cenário internacional. O objetivo é justificar o pleito por maior representatividade, como, por exemplo, a busca por uma vaga no Conselho de Segurança.

"O Brasil procura aumentar a presença em regiões distantes que não representam uma ameaça direta para interesses brasileiros porque acredita que, ao agir assim, vai demonstrar possuir um leque de preocupações globais. Na interpretação brasileira, isso qualifica o Brasil para jogar nas grandes ligas. Não tem como ser um jogador global sem ter opinião formada sobre a paz no Oriente Médio, que é a região mais volátil do mundo", afirma.

De acordo com Spektor, a medida não é nova e está de acordo com as ações já tomadas pelo país na mesma direção, como iniciativa para a criação do fórum permanente de diálogo entre a América do Sul e países árabes. "Os investimentos humanitários do Brasil se concentram no Haiti, em Cuba e na Palestina, justamente porque o Brasil quer se projetar no cenário internacional", diz.

Para o professor, o Brasil procura se promover como mediador das questões internacionais e o financiamento da ajuda aos refugiados da Palestina não significa uma afronta a Israel. "A melhoria das relações com Israel foi muito intensa nos últimos anos. Esse é o jogo do Brasil. Procura exercer influência na Palestina, mas busca boas relações com Israel também", afirma.

A ONU informou que, em 2010, o Brasil contribuiu com 200 mil dólares para o orçamento do programa principal, com uma doação adicional de 500 mil dólares para a reconstrução do campo de refugiados de Nahr el-Bared, no norte do Líbano. Em 2011, as doações aumentaram para 960 mil dólares para os programas centrais da UNRWA, com ênfase particular na ajuda alimentar e atividades de educação em Gaza.




Segue mais para relembramos:

BRASIL DOADOR INTERNACIONAL
Em busca do status de potência global, o Brasil vem se posicionando na comunidade internacional em diferentes áreas. Além da recente participação no acordo nuclear com a Turquia e o Irã e a batalha pelo assento permanente no Conselho de Segurança da ONU, o país já se tornou um dos maiores doadores internacionais para áreas de risco ou financiamento de projetos, informou a revista britânica "The Economist" ainda no início do mês. Outras iniciativas brasileiras incluem: R$ 531 milhões ao Programa Mundial de Alimentos da ONU, R$ 619 milhões à reconstrução do Haiti; pequenas ações em Gaza, e cerca de R$ 5,8 bilhões em empréstimos comerciais que empresas brasileiras privadas concederam a países pobres desde 2008 por meio do BNDES.

Somando-se todas as frentes, o montante de ajuda internacional que o Brasil fornece a outros países chega a cerca de R$ 7 bilhões por ano -- menos do que a China, mas similar ao que tradicionais "generosos" doadores como o Canadá e a Suécia concedem a outras nações. E ao contrário dos ocidentais, o montante brasileiro triplicou desde 2008.
http://www1.folha.uol.com.br/mundo/773234-brasil-doa-r-527-mil-em-ajuda-humanitaria-a-campos-de-refugiados-na-argelia.shtm



Vejam que absurdo são as doações e emprestimos do Brasil para o exterior: 
1- 200 milhoes US$ para ONU para projetos de desenvolvimento;
2 - 300 milhões de dólares para programas de alimentação mundial;
3 - 700 milhões de reais para reconstrução do Haiti;
4 - 50 milhões de reais para faixa de gaza;
5 - 3,3 bilhões US$, fornecidos pelo BNDES a empresas brasileiras para investimentos variados no exterior;
6 - BNDES - 1 bilhão de US$ para rodovias em cuba;
7 - BNDES - 600 milhões RS$ para construção de usina em cuba;
8 - 300 milhões US$ setor hoteleiro em cuba;
9 - 1 bilhão de reais para metro em caracas, do compadre chaves;
10 - 332 milhões para contrução da TRANCOCALEIRA na Bolívia.

FONTE; JORNAL O PROGRESSO DOURADOS MS - EDIÇÃO 19-07-2010
PÁGINA DOIS - EDITORIAL

E AQUI NO BRASIL, ATINGIDOS POR ENCHENTES E SECAS, SÓ NA CONVERSA.
RECURSOS SÓ SERÃO LIBERADOS QUANDO DEUS QUISER.
SAÚDE, SEGURANÇA, EDUCAÇÃO, TRANSPORTES, VIOLÊNCIA, NARCOTRAFICO, TUDO SOB CONTROLE.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain