terça-feira, 24 de junho de 2014

BOMBA! #PMDB do RJ e do Tocantins, apoiam Aécio contra o PSB/PT de Romário

Por Carlos Parrini ...

Só faltava essa: quando os ratos pulam fora do barco para terem chances de se salvarem se escorando na âncora do PSDB, Romário dá uma bola fora do gol ao apoiar o PT, ficando ao lado do também traíra, o ex-cara pintada que lutou contra Collor, mas que hoje é amigo dos ladrões e concorre ao Governo do Estado, Lindberg Farias. Nem os PMDBistas gostaram dessa união e partiram em debandada para a oposição.
Com o apoio do Traira Romario do PSB que se juntou aos governistas corruptos do PT, ficou fácil para Aécio fazer sua composição sem esforço. Pior do que o PMDB se juntar ao PSDB foi o Romário se juntar aos corruptos. O cara já tinha demonstrado ser ser um vira-casaca quando foi pego saindo duma boate com traveco. Siceramente não sei quem é o machão dentre os dois. Normalmente essas celebridades que namoram travecos, gostam de receber o fio terra pelo fiofó. Ronaldo que o diga ao sair logo com tres. Para mim, quem come viado, viado é.


Romário saindo da boite com traveco.
Nada contra os gays, apenas contra Romário
que ainda não teve coragem de sair do amário.

Nao boa, acho que foi até melhor que isso esteja acontecendo para que saibamos que ele é um baixinho fingindo de macho, sem sair do armário. Já a surubada do Ronaldo com três machos ao mesmo tempo, deu na cara que ele não comeu ninguem e sim foi traçado ou no  minino recebeu dedadas no fiofó. É aquela história: seu passado o condena.

Ronaldo defendendos as porcarias de estádios e os viados

Agora o Petralha Lindeberg Farias,  ganhou um reforço para tentar algo no Rio, Antes teve o efeito Lula e Dilma para entrar na política, hoje em dia precisa de falsos machos que camuflam, mas que entraram no mesmo batalhão de Dilma, onde a tropa de frente recebe vaias e xingamentos. 
Na boa, sou do Tempo em que Romário era uma pessoa de bem, meu vizinho jogador de futebol lá do Quitungo. Hoje é mais um capanga dessa gente que não presta e que mata desviando nosso dinheiro para obras que não valerão um vintém após a copa.
Anotem o nome deles cariocas e Fluminenses: Romário e Lindberg Farias, ambos traíras lacaios do PT e que apoiam o roubo e massacre de gente inocente, mortos por falta e desvios de verbas.

Romário pensa que vai dominar as rnas mais uma vez.
Apoiando corruptos, mostrou sua verdadeira cara 
como defensor de seus próprios interesses


Vejam o babado:

Com rebelião do PMDB, Aécio amplia coligação no Rio

Dezoito partidos integram base de apoio iniciada com o movimento 'Aezão'. Pezão terá, em seu palanque, três candidatos à Presidência

Daniel Haidar, do Rio de Janeiro
Para ajudar a campanha presidencial de Aécio Neves no Rio, o vereador Cesar Maia (DEM) vira candidato ao Senado na chapa do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB)
Para ajudar a campanha presidencial de Aécio Neves no Rio, o vereador Cesar Maia (DEM) vira candidato ao Senado na chapa do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) (Gustavo Miranda/ Agencia O Globo)
(Atualizado às 19h35)
O movimento "Aezão", que começou como uma vingança do PMDB no Rio de Janeiro à campanha da presidente Dilma Rousseff, ganha corpo e transforma-se em um grande arco de apoio à candidatura de Aécio Neves no Estado. A revolta, que começou a ser articulada pelo presidente estadual do partido, Jorge Picciani, já reúne o apoio de dezoito agremiações no terceiro maior colégio eleitoral do país. Foi anunciado oficialmente nesta segunda-feira que PSDB, DEM e PPS vão aderir à coligação majoritária para a reeleição do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), que põe a serviço dos tucanos a máquina partidária peemedebista presente nos 92 municípios fluminenses.
A campanha de Aécio no estado do Rio precisou costurar o entendimento de antigos adversários para garantir um palanque capaz de compensar a esquálida estrutura partidária dos tucanos no estado. O Aezão foi lançado informalmente no começo de junho. Desde então, Aécio tentava atrair o DEM, um antigo aliado nacional e regional, para a órbita da coligação. Mas a pré-candidatura ao governo do Rio do vereador e ex-prefeito Cesar Maia (DEM) impedia essa adesão. O obstáculo só foi resolvido quando o PMDB aceitou entregar no domingo a vaga ao Senado na chapa para o ex-prefeito. Para isso, o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB) desistiu de concorrer ao Senado e permitiu a entrada de Maia em seu lugar.
A composição com o Democratas era uma opção discutida nas últimas semanas, mas ganhou força definitivamente na última sexta-feira, com a nova configuração de forças no Estado depois que PT e PSB formalizaram aliança, lançando o deputado federal Romário (PSB) ao Senado na chapa de Lindbergh Farias (PT) como candidato ao Palácio Guanabara. O acerto de socialistas e petistas criou um palanque duplo para o presidenciável socialista Eduardo Campos e a presidente Dilma Rousseff. Também tirou a pré-candidatura ao Senado da deputada federal Jandira Feghali (PCdoB), que cedeu o lugar na aliança a Romário. Na última pesquisa eleitoral, feita pelo Ibope entre 7 e 11 de junho, a situação entre os pré-candidatos à única vaga de senador no Rio era de empate técnico. Cabral tinha 26% das intenções de voto, Romário, 22%, e Jandira, 20%. Cabral desiste da disputa e, segundo confidenciou a aliados, pretende se dedicar unicamente à campanha de Pezão.
Na capital paulista, onde assistiu ao jogo entre Brasil e Camarões, pela Copa do Mundo, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, o candidato tucano festejou o fato de ter “o palanque mais forte” no Rio, depois da confirmação das alianças. Aécio acompanhou o jogo ao lado do coordenador de campanha no Estado, Alberto Goldman, e do deputado Paulo Pereira da Silva, do Solidariedade. Para o tucano, o alinhamento de forças que põe no mesmo lado PMDB, PSDB, DEM e outros partidos é uma reação natural aos movimentos do PT no Rio – que se juntou ao PSB na última semana.
Com a formalização da união de Aécio e Pezão no Rio, o eleitor vai ter de se acostumar a ver alianças de políticos que se diziam adversários. Maia chegou a declarar, no velório do ex-governador do Rio Marcello Alencar, que seria “uma vergonha completa” uma união com o PMDB e que o eleitor jamais entenderia. “Não vamos apoiar o PMDB em hipótese alguma. Como vou apoiar aqueles a quem faço oposição? O eleitor não entende isso. É uma vergonha completa”, afirmou o ex-prefeito na ocasião.
Maia alegou nesta segunda-feira que mudou de opinião para ajudar Aécio no Rio e porque Pezão enviou projetos de lei para a Assembleia Legislativa na semana passada que reajustam o salário de servidores públicos, o que diz ser uma bandeira em comum. Admitiu, no entanto, que a coligação do PT com o PSB no Rio foi, nas suas palavras, um “tipping point” (ponto de inflexão, em tradução livre) para engatar a parceria.
“PT e PSB juntos criaram fato novo que poderia causar prejuízo para uma candidatura própria (ao governo estadual) apoiada pelo senador Aécio Neves. Não quero tratar dos adversários, mas quero dizer que nas circunstâncias essa convergência (PMDB, PSDB e DEM) é de interesse do Rio de Janeiro”, afirmou Maia.
A aliança, no entanto, gerou discórdia no PMDB. O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), ex-afilhado de Maia e atual desafeto, chamou a coalizão de “bacanal eleitoral” e defendeu que o senador Francisco Dornelles (PP) seja o candidato da chapa e que a presidente Dilma tenha o apoio na disputa presidencial. Picciani criticou a reação de Paes: “Ele tem o direito de divergir, mas tenho certeza que saberá seguir as linhas partidárias. É o exemplo que espero dele”.
PSDB e PPS também foram opositores do governo Sérgio Cabral e, mudaram de lado, para aderir à aliança. “Essa aliança tem o maior palanque no Rio para derrotar o PT nacional”, justificou o deputado estadual Comte Bittencourt, presidente do PPS no Rio e líder do partido na Assembleia Legislativa.
Palanque triplo – Antes da desistência de Cabral e da adesão de PSDB, DEM e PPS, Pezão tentava dizer que, mesmo com o Aezão nas ruas, faria campanha apenas pela presidente Dilma Rousseff. Nesta segunda-feira, o governador do Rio finalmente assumiu que vai dividir o palanque com três candidaturas presidenciais: Dilma, Aécio e o pastor Everaldo Pereira (PSC), que também faz parte da aliança. Mas, apesar do emaranhado de siglas, Pezão avalia que isso não prejudica a imagem perante o eleitor.  “O eleitor é muito inteligente e sabe separar bem o que interessa a ele”, afirmou Pezão.
Depois do apoio de PSDB, PPS e DEM, Pezão terá 10 minutos e meio do tempo de propaganda na televisão, de acordo com estimativa do PMDB. Isso será mais da metade do tempo de propaganda de todos os candidatos. De acordo com Picciani, a coligação majoritária liderada pelo PMDB no Rio reuniu o apoio dos seguintes partidos: DEM, PDT, PEN, PMN, PP, PPS, PRP, PRTB, PSC, PSD, PSDB, PSDC, PSL, PTB, PTC, PTN e Solidariedade. Dessa relação, DEM, PMN, PTC, Solidariedade e PTB acertaram apoio nacionalmente à campanha presidencial de Aécio. Mas será preciso observar se todos os políticos desses partidos no Rio vão fazer campanha por Aécio. 
Vice - Aécio também afirmou, em São Paulo, que a jurista e ex-ministra do Supremo Tribunal Federal Ellen Gracie Northfleet é um dos nomes cotados para a candidatura a vice-presidente na chapa. No PSDB, os nomes do senador Aloysio Nunes Ferreira (SP) e do empresário e ex-governador do Ceará Tasso Jereissati também são citados para compor a chapa.
(Com Estadão Conteúdo)

Safado, traíra e hipócrita. Era contra e agora é a favor dos corruptos.
Tudo por dinheiro. Acaba de se tornar PEtralha ao se juntar ao PT para ajudar
Lindberg Farias. Não deu ouvido para a Sociedade que tem vaiado e xingado todos eles.

PMDB do Rio e do Tocantins, apoiam aécio em rebelião ao PT, Romário candidato ao senado, eleições 2014, corrupção, PT, charge romário, desvio do dinheiro publico, CBF, FIFA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:



VEJA OUTRAS FORMAS FÁCEIS SEGURAS E BARATAS DE SE CONSEGUIR MUITO DINHEIRO NA NET:
http://blogdoparrini.blogspot.be/2016/06/renda-extra-formas-seguras-e-baratas.html

Ratings and Recommendations by outbrain