domingo, 19 de fevereiro de 2017

Babado! Casal gay se beija em supermercado e sofre repreensão e ataques

.
Por Carlos Parrini ... 

Pois é! 
Aproveitando mais esta polêmica, vou deixar meu pitaco:
Embora no Brasil todos devam ser iguais perante as leis, criaram-se leis de pura discriminação e preconceito racial: Exemplos: Leis que protegem os gays de serem discriminados. Leis que privilegiam negros com cotas e etc.
Não que eles não mereçam ser protegidos, mas ai eu te pergunto: Antes de existirem essas leis discriminatórias, as leis cotidianas já não funcionavam? Se uma pessoa reclamasse de preconceito racial, a justiça era feita, Se um gay reclamasse de discriminação sexual, era atendido. E agora, cadê os direitos iguais para todos? Direitos que beneficiam alguns em detrimento de outros?
Essas mulheres tem o direito de se beijarem. E eu? Não devo ter direitos para que meus filhos nao vejam isso?
Tá que nem o STF que quer indenizar bandidos e assassinos por viverem em condiçoes precárias. E os favelados? E quem mora nas palafitas? e quem fica em longas filas do SUS? A justiça serve pra uns e não para outros?
Cadê meus direitos de ser heterosexual? Cadê minhas cotas de branco? Cadê minhas indenizações por transitar de carro por essas estradas esburacadas?
Se é bom pra um, tem de ser para todos. Ou então mude-se a constituição tal qual: A justiça deve ser diferente para a minoria.
Veja que lá nos Estados Unidos, as mulheres foram severamente repreendidas por um segurança, por um suposto ato libidinoso em público. Não foram a Policia dar queixa. Apenas reclamaram a um jornal de nao terem sido chamadas a atenção, com mais brandura.
As redes sociais apoiaram o segurança, tanto que elas receberam mais ofensas do que poderiam imaginar. Mas aqui a mídia chama isso de homofobia. Será?

Veja como nos EUAs é diferente. Olha que é um país democrático:

reprodução
Créditos: reprodução
Chloe Arrandale e Louise Taylor se beijaram e estão sendo perseguidas na web

Um caso de homofobia em West Virgínia, nos Estados Unidos, tem ganhado repercussão mundial. Um casal de meninas americanas está sendo perseguido na internet após ter exposto um ataque homofóbico que sofreu em um supermercado.
Elas contaram ao Daily Mail que um segurança da rede de supermercado Morrison as reprimiu por um beijo dentro do estabelecimento. Tudo foi contado por elas numa rede social e, desde então, elas tem recebido ataques na web.
Chloe Arrandale e Louise Taylor têm 18 anos e disseram a que estavam no café do supermercado quando Louise abraçou Clhoe e lhe deu um beijo rápido. O segurança do local as reprimiu pela ação.
Segundo as jovens, o funcionário disse que o ato era nojento e estava "impedindo que as pessoas comessem". O segurança teria completado dizendo que se elas quisessem "agir dessa maneira" que deveriam "fazer isso lá fora (do mercado)".
Após o fato ter sido noticiado na imprensa americana e inglesa, o perfil de Chloe nas redes sociais passou a sofrer ataques. Ela recebeu mensagens ofensivas tanto em comentários públicos como em mensagens privadas.
Em sua maioria homens, usuários da rede disseram que "o segurança é quem estava certo" e que "ninguém quer saber do desespero de vocês por atenção".
Em um desabafo, a jovem se defendeu e disse que "o segurança pode ter suas opiniões, pode discordar de mim e da minha namorada, mas foi a maneira com que ele se colocou. Se ele tivesse dito calmamente que nós estávamos o deixando desconfortável, não precisaríamos de nada disso".

///

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:



VEJA OUTRAS FORMAS FÁCEIS SEGURAS E BARATAS DE SE CONSEGUIR MUITO DINHEIRO NA NET:
http://blogdoparrini.blogspot.be/2016/06/renda-extra-formas-seguras-e-baratas.html

Ratings and Recommendations by outbrain