terça-feira, 29 de abril de 2014

Bomba! Joaquim Barbosa rebate mentiras de #Lula sobre Mensalão

Por Carlos Parrini ... 

Esse é o problema do mal perdedor. Nunca se convence que perdeu. Tentaram de tudo, esconder, adiar, atropelar, abafar o Mensalão, mas esta corrupção enfim foi estancada. E o CARA ainda se faz de vítima. Mente que 80% da condenação dos ladrões foi por questões Políticas. E os que eles roubaram, enfiaram aonde? Pelo que eu saiba, todos os líderes do PT estão ricos, inclusive o Lulinácio. Trabalhando que não é, acertando na loto que não é. Então ficaram ricos por questões Políticas também? Não, por ladroagem mesmo. Pena que uns poucos foram condenados e os chefões continuam soltos atacando quem os condenou.
Tá certo que ninguém gosta de perder, mas mentir dizendo que os vencedores não mereceram vencer é no mínimo muita falta de carater. Parece até que no Brasil vai tudo as maravilhas e eles são os santos que salvaram o país de quebrar. Graças a eles, vivemos num paraíso, com saúde perfeita, sem corrupção, drogas e violência.

Lula em uma de suas mentiras. Dilma segue o mesmo caminho.

Conforme voces podem ver nn manchete abaixo, Lulinacio não só mentiu sobre o Mensalão que ele próprio criou, como ainda disse que não confia em Zé Dirceu e Zé Genoino, Petistas presos na Papuda. Vai mentir assim lá na casa do karai.....

Lula nega o mensalão e diz que petistas presos “não eram da sua confiança”


O ex-presidente em entrevista, à TV Portuguesa

Primeiro, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não sabia de nada a respeito do esquema do mensalão, que levou várias lideranças do PT para a prisão, após o maior julgamento contra a corrupção ocorrido no país. Agora, Lula dá uma de Pedro, que de acordo com a Bíblia, negou Jesus por três vezes. De acordo com o Estadão, Lula disse em entrevista exibida neste domingo, a uma TV portuguesa, que o julgamento do processo do mensalão teve viés político e que os petistas presos por envolvimento no caso “não são de sua confiança”. Tem companheiro do PT preso. E eu também não vou ficar discutindo a decisão da Suprema Corte. O que eu acho é que essa história vai ser recontada”, declarou o ex-presidente.  De acordo com Lula, “o mensalão teve praticamente 80% de decisão política e 20% de decisão jurídica. O que eu acho é que não houve mensalão”, afirmou ele, em uma das poucas manifestações públicas que fez sobre o caso após o fim do julgamento. Vá lá que José Genoíno e Delúbio Soares não eram lá gente de confiança do presidente, mas e José Dirceu, que ocupava a Casa Civil? Pelo visto, Lula já está se encarregando de começar a “recontar” a história do mensalão.
De mentira em mentira, els vão roubando e quebrando o Brasil

Vejam o Babado:

Joaquim Barbosa rebate críticas de Lula sobre o Mensalão; Leia a resposta na íntegra

“Lamento profundamente que um ex-Presidente da República tenha escolhido um órgão da imprensa estrangeira para questionar a lisura do trabalho realizado pelos membros da mais alta Corte do País. A desqualificação do Supremo Tribunal Federal, pilar essencial da democracia brasileira, é um fato grave que merece o mais veemente repúdio. Essa iniciativa emite um sinal de desesperança para o cidadão comum, já indignado com a corrupção e a impunidade, e acuado pela violência. Os cidadãos brasileiros clamam por justiça.
A Ação Penal 470 foi conduzida de forma absolutamente transparente. Pela primeira vez na história do Tribunal, todas as partes de um processo criminal puderam ter acesso simultaneamente aos autos, a partir de qualquer ponto do território nacional uma vez que toda a documentação fora digitalizada e estava disponível em rede. As cerca de 60 sessões do julgamento foram públicas, com transmissão ao vivo pela TV Justiça, além de terem recebido cobertura jornalística de mais de uma centena de profissionais de veículos nacionais e estrangeiros. Os advogados dos réus acompanharam, desde o primeiro dia, todos os passos do andamento do processo e puderam requerer todas as diligências e provas indispensáveis ao exercício do direito de defesa.
Acolhida a denúncia em agosto de 2007, o Ministério Público e os réus tiveram oportunidade de indicar testemunhas. Foram indicadas, no total, cerca de 600. Acusação e defesa dispuseram de mais de quatro anos para trazer ao conhecimento do Supremo Tribunal Federal as provas que eram do seu respectivo interesse.
Além da prova testemunhal, foram feitas inúmeras perícias, muitas delas realizadas por órgãos e entidades situadas na esfera de mando e influência do Presidente da República, tais como:
- Banco Central do Brasil;
- Banco do Brasil;
- Polícia Federal;
- COAF;
Também contribuíram para o resultado do julgamento provas resultantes de trabalhos técnicos elaborados por órgãos da Câmara dos Deputados, do Tribunal de Contas da União e por Comissão Parlamentar de Inquérito Mista do Congresso Nacional.
Portanto, o juízo de valor emitido pelo ex-chefe de Estado não encontra qualquer respaldo na realidade e revela pura e simplesmente sua dificuldade em compreender o extraordinário papel reservado a um Judiciário independente em uma democracia verdadeiramente digna desse nome”.
Joaquim Barbosa
Presidente do Supremo Tribunal Federal


m

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain