terça-feira, 26 de novembro de 2013

#BOMBA! Presidiário José Dirceu vai Ganhar 20 mil para trabalhar em HOTEL


Por Carlos Parrini ... 

Quem pensou que o José Dirceu iria ter um empreguinho só pra se livrar da cadeia, estava totalmente enganado. Um ladrão do porte dele não iria passar por tanta humilhação. Como sabemos que ele pertence a uma quadrilha, da qual ele foi um dos chefes, com certeza sabemos que tudo será ficticio. Deverá até continuar aquele Governo Paralelo que ele montou num Hotel em 2011, mesmo depois de condenado, onde recebeu a visita de muitos políticos ilustres e acusados de corrupção como o Senador Linderberg Farias do PT, Fernando Pimentel próximo Ministro a cair no Governo Dilma por corrupção, Sergio Gabrielli ex-Presidente que faliu a Petrobrás, entre outros políticos criminosos e comparsas.



Até Reinaldo Azevedo lembrou desse fato, vejam:

26/11/2013
 às 6:45

Dirceu agora quer trabalhar num hotel. É, ele entende disso…

É… Tem coisa que já nasce como piada; já vem prontinha. José Dirceu pediu ao ministro Joaquim Barbosa para trabalhar durante o dia no Hotel St. Peter, em Brasília. É mesmo, é? Num hotel? Taí! É uma área de que o Zé, sem dúvida, entende. Lembram-se dessas imagens?
Dirceu encontros hotel
Em 2011, VEJA flagrou Dirceu, já réu do mensalão, comandando reuniões num quarto do hotel Naoum, em Brasília, com alguns figurões da República. O “consultor de empresas privadas” recebia regularmente altas autoridades do governo Dilma e políticos. Para quê? Não deveria ser para cuidar dos destinos da nação, uma vez que ele já não exercia mais cargo nenhum.
Para relembrar a história, clique aqui. Estiveram com ele, então, entre outros:
– Fernando Pimentel, Ministro da Indústria e Comércio (8/6);
- José Sérgio Gabrielli, presidente da Petrobras (6/6);
- Walter Pinheiro, senador (PT-BA) – (7/6);
- Lindbergh Farias, senador (PT-RJ) – (7/6);
- Delcídio Amaral, senador (PT-MS) – (7/6);
- Eduardo Braga, senador (PMDB-AM) – (8/6);
- Devanir Ribeiro, deputado (PT-SP) – (7/6);
- Candido Vaccarezza, líder do governo na Câmara (PT-SP) – (8/6);
- Eduardo Gomes, deputado (PSDB-TO) – (8/6);
- Eduardo Siqueira Campos, ex-senador (PSDB-TO) – (8/6)
Agora Dirceu diz querer trabalhar no hotel St. Peter. Não deve ser como carregador de mala — uma vez que há muito tempo outros é que carregam a sua, não o contrário. Faxina, nem pensar. Não tem cara de quem gosta de limpar sujeira.
Tudo bem pensado, um hotel é mesmo um lugar excelente para um presidiário continuar a fazer negócios. Não há como importuná-lo, e a natureza do estabelecimento permite o entra e sai de milhares de pessoas. Ainda que jornalistas deem plantão no lobby (o do hotel), jamais saberão se alguém entra no prédio como hóspede ou como conviva de um lobista.
St. Peter, é? Entrei na página do hotel para ver o jeitão. Interessei-me pelo item “Crenças e Valores”. Dei de cara com esta imagem:
 Página do hotel
Entendi. Crenças e valores ainda “pendentes” de conteúdo. Se Dirceu começar a trabalhar lá, esse vazio será preenchido bem depressa.
Texto publicado originalmente às 6h04
Por Reinaldo Azevedo


Embora diga que será gerente de não se sabe o que, o fato que o Hotel receberá muitos capangas que trabalharão para tirar Dilma do poço e tentarem reelege-la de qualquer jeito no próximo ano.
Ou vocês acho que o criminoso será um cartomante para dar consultas a bobocas?
Podes crer que esse hotel baterá recordes de faturamentos pois haverá um entra e sai de Prefeitos e corruptos jamais visto nas história do Brasil.
Mas pode se preocupar pois sairá de seu bolso também.



Vejam o Babado:

Dirceu ganhará R$ 20 mil de hotel se Supremo autorizar trabalho


Cópia da carteira de trabalho do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, preso na penitenciária da Papuda devido a condenação no processo do mensalão, mostra que ele foi contratado pelo Hotel Saint Peter para trabalhar como gerente administrativo e ganhar R$ 20 mil mensais. A carteira foi assinada na sexta-feira passada (22). O documento foi entregue ao Supremo Tribunal Federal juntamente com pedido de autorização para trabalho externo feito ao STF na noite de segunda (25). O mesmo pedido foi feito nesta terça (26) à Vara de Execução Penal do Distrito Federal, à qual o Supremo delegou a atribuição de adotar as providências para o cumprimento das penas dos presos do mensalão. Segundo o STF, a vara decidirá sobre o pedido de Dirceu. A defesa de Dirceu também entregou cópia do contrato de traballho, que afirma que Dirceu trabalhará das 8h às 17h. O contrato cita que ele foi condenado no processo do mensalão.

No documento, há ainda uma ficha de solicitação de emprego assinada por Dirceu do dia 18 de novembro em que ele afirma que é formado em direito, é católico e pratica caminhada. Ao ser perguntado sobre o motivo de procurar o trabalho, ele respondeu: "Necessidade e por apreciar hotelaria e área administrativa". Dirceu está preso na Penitenciária da Papuda, em Brasília, onde cumpre pena em regime semiaberto, pelo qual o preso pode sair para trabalhar durante o dia e retornar no final da tarde, para dormir na prisão. Na documentação entregue ao Supremo, a empresa informa que tem "plena ciência" da situação de Dirceu e concorda com as condições legais para oferecer a ele um emprego.
"A empregadora tem plena ciência e anui com as condições do empregado no sentido de cumprir a atividade laboral, seja no tocante a horário, seja por outra exigência a qualquer título, relativamente ao regime profissional semi-aberto ou outro que seja determinado pelo poder judiciário para cumprimento da pena a que foi submetido em razão da condenação na ação penal 470, em trâmite perante o Supremo Tribunal Federal", diz o contrato. A Lei de Execução Penal prevê que o salário do preso que trabalha seja destinado à indenização dos danos do crime, à assistência à família do preso, ao ressarcimento do Estado com as despesas pessoais do preso e o restante, para uma poupança a que o detento poderá ter acesso quando for solto. Em decisão tomada nesta terça, a Vara de Execução Penal do DF determinou que a Seção Psicossocial do TJ avalie a proposta de trabalho apresentada por Dirceu e que prepare um relatório. O Ministério Público terá que opinar sobre o pedido antes de uma decisão final.

EM TEMPO: 
Depois da denuncia de salário de Marajá, José Dirceu é despedido do Hotel.
Até porque descobriu-se que ele é um dos donos ocultos. Eduardo Paes também foi pego com a boca na botija e descobriram que a familia dele usou o mesmo laranja do Panamá de José Dirceu.
Vejam mais AQUI. Ainda querem ser inocentados por formação de quadrilha. São uns quadrilheiros.

José Dirceu vai trabalhar no Hotel St. Peter e ganhar 20 mil, Mensalão, Charge Mensaleiro, Charge José Dirceu, Acorda Brasil, Presidio Papuda, Blogosfera

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:



VEJA OUTRAS FORMAS FÁCEIS SEGURAS E BARATAS DE SE CONSEGUIR MUITO DINHEIRO NA NET:
http://blogdoparrini.blogspot.be/2016/06/renda-extra-formas-seguras-e-baratas.html

Ratings and Recommendations by outbrain