segunda-feira, 19 de agosto de 2013

#BOMBA! TELEXFREE burla as Leis e faz recrutamento para empresa no Exterior.

Por Carlos Parrini ... 

Esse pessoal não toma jeito mesmo. Querem perder dinheiro de qualquer maneira. Se ela é ilegal aqui dentro, não será no exterior? Quantas pessoas perderam dinheiro aqui e quantas não vão perder lá? A vantagem daqui é que você pode entrar na justiça e no exterior você tá f....
Não caiam nessa gente! Tá mais que provado que os brasileiros foram vítimas de golpes de estelionatários.
Vejam um dos criminosos que está por trás dessas empresas de fachada:

Mais informações deste golpista você encontra no link abaixo:

Segundo Marcos Duda, Presidente da ABEVD, essas abaixo são empresas confiáveis:

1- 4Life
2- Akmos
3- Amway
4- Belcorp
5- Ciao CSN - (Essa o Blog considera a melhor de todas)
6- Cidiz
7- Dinastia
8- Dumba
9- Evolução X
10- Forever Living
11- Herbalife
12- Hinode
13- Kenko Patto
14- Mary Kay
15- Monavie
16- NipponFlex
17- OAK Cosmetics
18- Omnilife
19- Perfam
20- Polishop
21- Talk Fusion
22- UP! Essência

Vejam as outras e que são consideradas pirâmides, aqui nesse link:

Vejam o Babado:

Telexfree: Manobra mantém empresa no exterior.
Associados driblam proibição e realizam cadastros por sites de outros países. Reportagem de A GAZETA conseguiu fazer adesão com sucesso.

Mikaella Campos e Vinicius Valfré

Associados da Telexfree driblam bloqueio da Justiça e continuam a recrutar novos membros usando rede de divulgadores no exterior. Brasileiros têm ingressado em grupos dos Estados Unidos, Espanha, Japão e países da América Latina, como Bolívia, Chile e Argentina. Em algumas situações, eles orientam as pessoas a usar informações falsas, como endereços e documentos, para continuar a ter rendimentos com o esquema, acusado de ser pirâmide financeira

 Divulgação

Desde junho, a inclusão de novos sócios, principal fonte de lucro dos participantes da Telexfree, que diz atuar com marketing multinível (MMN), foi proibida em todo o país por decisão da Justiça do Acre.

Inconformados com a suspensão da companhia, líderes daqui e de outros países explicam pela internet como furar a proibição. Os convites para a adesão são feitos pelo Facebook, Skype ou em reuniões on-line.

Nos encontros virtuais, recrutadores ensinam brasileiros a limpar o histórico de navegação do computador e a trocar o idioma do site para efetivar a inscrição. É possível inclusive se cadastrar com números de documentos que não existem.

O pagamento da adesão pode ser feito com cartões de crédito internacional ou pré-pago. Outra possibilidade, um tanto perigosa, é transferir dinheiro para a conta dos líderes da rede.

Em videoconferência realizada na última quinta-feira, o membro de uma rede com mais de 5 mil membros, o espanhol Andres Soriano, disse que sua equipe pode passar endereços na Espanha para quem está interessado em se cadastrar. A “palestra” foi acompanhada e filmada por A GAZETA.

Caso o divulgador tenha usado seu CPF ou RG para se cadastrar na Telexfree no Brasil, também é possível usar uma manobra. “Se usou para o cadastro no Brasil, pode usar o CPF de uma pessoa em que tenha confiança”, ensinou o espanhol.

Na videoconferência ainda, o espanhol, que diz morar no Brasil, afirmou que a Telexfree não é pirâmide financeira e que mesmo com o bloqueio no Brasil a empresa vai continuar a existir normalmente no exterior.

A questão é que, no caso da Espanha, as adesões têm contrato com a empresa capixaba Ympactus Comercial, que é a Telexfree no Brasil, e não com a Telexfree INC, dos Estados Unidos.

Para que o divulgador possa receber as “ganâncias”, que em espanhol significa ganhos e lucros, o Soriano afirma que é possível abrir uma conta-corrente num banco internacional, localizado num paraíso fiscal. A instituição financeira é a Loyal Bank e aceita a contratação pela internet usando a Carteira de Identidade no Brasil ou o Passaporte.

“Paga-se 0% de impostos. Você vai receber um cartão e vai poder fazer os saques em qualquer banco do mundo”, disse no vídeo.

Cadastramento

A GAZETA tentou se cadastrar na rede do espanhol nesta segunda-feira (05). A adesão foi feita com sucesso, no entanto, na hora de realizar o pagamento, o sistema da Telexfree não ofereceu a possibilidade de quitação por meio do cartão de crédito.

A reportagem só conseguiu chegar à opção de pagamento via cartão de crédito quando usou um servidor Proxy, que camufla o IP e não permite ao site localizar o local do computado utilizado para fazer o cadastramento.

A GAZETA procurou a força-tarefa de promotores, procuradores e órgãos federais que investigam a Telexfree. O grupo disse que vai apurar se a companhia tem descumprido a decisão judicial ou se há pessoas tentando lesar divulgadores. Segundo a equipe, existem indícios de que a Telexfree não atua com MMN fora do Brasil. E acredita que os convites possam ser golpes.

Assista ao vídeo que mostra divulgadores ensinando brasileiros a se cadastrem na Telexfree no exterior:



Conversa com espanhol (parte do diálogo)

A GAZETA
Olá, Andres. Posso sanar uma dúvida sobre cadastramento na Espanha? Está on-line?

Espanhol
Vou tentar resumir o processo: você poderá fazer o cadastro através do nosso link: www.telexfree.com/telebraex. (...) Vai precisar de nossa ajuda para preencher todos os campos do formulário, especialmente aqueles que correspondem a direção em Espanha, pois deve ser um endereço real que facilitaremos a você. Uma vez preenchido o formulário completo e salvo, deve ir a seu correio, para validar sua nova conta Telexfree. Então, você pode acessar a seu Back Office, para ver a fatura que tem que pagar. Poderá ver que no exterior o pagamento é só por cartão internacional Visa ou Mastercard. Para aqueles que não possam realizar o pagamento com um cartão internacional, tem um cartão pré-pago. O nome dele é Meo Cartão Dinheiro. Para mais informação, pode acessar aqui: www.meocartao.com.br.

A GAZETA
Entrei no link, mas não aparece registro nenhum. Aparece a informação de que o site está bloqueado. Será que tenho que alterar o IP pra um de fora do país?

Espanhol
Não, você tem que apagar suas cookies do navegador.

A GAZETA
Mas e se alguém me perguntar por que meu CPF tá com endereço da Espanha, o que fazer? Será que não pode dar problema pra mim ou para as pessoas que eu colocar na rede?

Espanhol
Quem vai perguntar?...Telexfree? E por que você não pode estar morando na minha casa? Qual é o problema? Onde está o jeitinho brasileiro?

O outro lado

Sócio nega irregularidades

Procurado oficialmente por A GAZETA, Andres Soriano disse que não há nada de errado em recrutar brasileiros para a rede da Telexfree na Espanha. Afirmou que não pretende dar golpes nos consumidores e que só quer continuar a trabalhar como já fazia antes de a empresa ser bloqueada. O advogado da Telexfree Horts Fuchs alega que a companhia não tem autorizado ninguém a cadastrar brasileiros em redes no exterior e que a organização não vai assumir as responsabilidades caso haja prejuízos. Quanto ao contrato de prestação de serviços na Espanha, ele não soube explicar o motivo da Ympactus Comercial ser a contratante e não a Telexfree INC, sediada nos Estados Unidos.

Fonte: A GAZETA


TELEXFREE burla as Leis e faz recrutamento para empresa no Exterior, telexfrre cadastra no exterior, telexfree continua dando golpe nos exterior, MMN, marketing de rede, Lista de empresas confiáveis no MMN, Acorda Brasil

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:



VEJA OUTRAS FORMAS FÁCEIS SEGURAS E BARATAS DE SE CONSEGUIR MUITO DINHEIRO NA NET:
http://blogdoparrini.blogspot.be/2016/06/renda-extra-formas-seguras-e-baratas.html

Ratings and Recommendations by outbrain