sexta-feira, 17 de maio de 2013

BOMBA! #LULA usou cartão corporativo para compra de Vinhos e Cervejas.

Por Carlos Parrini ... 

Se vocês pensam que só Ministros e subalternos usam cartões corporativos para fazerem farras, comprarem tapiocas, compras em freeshops, botox, plásticas entre outras, estão enganados. Dilma já bateu o recorde que Lula detinha na utilização do dinheiro público em uso particular. Só que Dilma é mais discreta embora seja uma recordista nesse tipo de crime aos cofres públicos. Lula por sua vez e como sempre com a cara cheia de pinga, aproveitou seu passeio a Parintins com dinheiro público, para fazer uma farra particular. Felizmente só agora pudemos ser informados disso já que 8 integrantes de seu governo foram condenados por uso indevidos dos cartões. A pergunta que não quer calar é: Por que Lula também não foi?

Graças aos cartões corporativos, Lula pode encher a cara e falar merdas como essas do vídeo.


Sabemos que o PT combate sistematicamente os Militares, mesmo após muitos terem morrido. Até criaram uma comissão de inverdades só para atacá-los com dinheiro público, sem mostrar o outro lado da moeda, qual seja os assassinatos, assaltos, sequestros e outros crimes que os terroristas lideraram contra os militares e os brasileiros quando queriam implantar o comunismo no Brasil. Isso eles escondem.


Mas o interessante que também se aproveitam que estão por cima da carne seca, para usarem uma Lei que supostamente combateram no Regime Militar, para esconderem seus gastos ou torná-los sigilosos que é a Lei de segurança nacional. Por isso ninguém sabe ao certo quais são os gastos milionários com os cartões corporativos. Salvo quando são feitos esses flagrantes conforme relatados abaixo:


A última farra de Dilma com cartões corporativas quando visitou o PAPA


Cartão corporativo pagou vinho e cerveja para Lula

quinta-feira, 16/05/2013 - 14:08
Tópicos: ,

CLÁUDIO HUMBERTO
A ação popular que resultou na condenação de onze servidores, oito deles da Presidência da República, produziu flagrantes do uso abusivo de cartão de crédito corporativo, como a compra de dez garrafas de vinho e três caixas de cerveja para consumo do então presidente Lula, na viagem de junho de 2003 ao “Bumbódromo”, em Parintins (AM). A Justiça decidiu que a farra não se enquadra como “recepção oficial”.
Farra a bordo – Foi no navio Pedro Teixeira, da Marinha, a viagem de Lula a Parintins, que virou farra regada a vinhos e cerveja Skol pagos pelo contribuinte.
Leia também:
Ei, garçom – Somente no item “bares e restaurantes”, em 2003, a Presidência da República torrou R$ 111.632,46 utilizando cartões corporativos.
Por nossa conta – Outras despesas da Presidência da República pagas pelo contribuinte envolvem caixas de chocolate, DVDs e flores, muitas flores.
Devolução  – Onze servidores foram condenados a devolver mais de R$ 2 milhões aos cofres públicos, gastos em compras ilegais com cartão corporativo.
Pergunta na boca do caixa – Eram para d. Marisa ou Rose as 14 caixas de chocolate compradas pelo Planalto com cartão corporativo, quando Lula era presidente? (Coluna de Cláudio Humberto)






E os cartões corporativos criados por FHC???

Não há nada que não possa piorar!!!
O então Presidente Fernando Henrique Cardoso (durante o seu mandato), fez um contrato com o Cartão Internacional VISA, dando um cartão de crédito para 39 pessoas do governo e um para ele.
O limite de cada cartão era de 400mil, e todos os usuários eram obrigados a fornecer o extrato mensal dos cartões para divulgação no site do governo.
O Presidente FHC gastou em média no seu mandato 320milreais/mês, e seus indicados (uma média um pouco maior) 350mil/mês.
A condição seria para eventuais gastos a “serviço” do executivo.
Está achando um “absurdo”, então continue lendo (não há nada que não possa ser piorado em se tratando de governo)!
Quando o Presidente Lula assumiu, recebeu o mesmo “benefício”, porém, a única diferença foi que no primeiro e no segundo meses ele ultrapassou o limite estipulado, sendo assim, a administradora do cartão elevou para 1milhão o limite de todos os cartões.
Para complementar, o governo petista resolveu proibir a divulgação dos extratos no site, alegando “QUESTÃO SE SEGURANÇA NACIONAL” (ou vergonha nacional???).
Bom, diante dessa situação, somos obrigados a concordar com a atriz Regina Duarte que, durante a campanha para presidente na última eleição, dizia: “eu tenho medo do PT”.
Realmente, não há nada que não possa piorar!!!
(Postagem anônima espalhada por e-mail)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain