quarta-feira, 22 de maio de 2013

BOMBA! Casa Civil de #Dilma NEGA ao Ministério Público investigar Rosemary do #Lula

Por Carlos Parrini ... 

Vejam só as como são as coisas. Esses dias Dilma se aproveitou um momento na Imprensa para chamar de criminosos quem espalhou o Boato do Fim do Bolsa Esmola. Disse que colocou a PF para caçar esses boateios.
Agora eu pergunto: Por que ela também não deu uma de macho para mandar prender Renan Calheiros, os oitos Ministros que desviaram dinheiro Público, Antonio Palocci que enriqueceu sem trabalhar ou ganhar na Loto, Mensaleiros do PT que ainda assessoram o Governo, ou Rosemary Noronha, que além de amante de Lula, era chefe de quadrilha do Gabinete Presidencial em São Paulo?


Ela dá uma de macho contra quem espalhou essa notícia, porque sabe que ninguém que mama nas tetas e também fazem parte das quadrilhas do PT, iria fazer uma coisa dessas enchendo os pés de tiros. Fácil colocar a polícia atrás dos outros, mas difícil falar mal ou mandar prender aqueles que comem no mesmo prato que ela.
E assim será enquanto essas raposas cuidarem dos cofres públicos. Farão de tudo para blindar uns aos outros, arquivando CPIs, mandando torpedos para governadores corruptos, ou protegendo bandidas como Erenice Guerra e Rosemary Noronha, entre outras.
Todos sabem que a trambiqueira da Rose, é o elo de ligação de Lula com esses esquemas fraudulentos. Como o CARA já está pensado em voltar 2018, é uma questão de honra para o PT, blindá-la.


Por outro lado os Petralhas que comandam a Comissão das Inverdades contra os Militares, continuam investigando a vida de quem morreu, quando nada divulgam ou fazem contra os terroristas que mataram, roubaram, sequestraram, foram anistiados e hoje estão no poder, roubando (Vide José Dirceu, José Genoino, Franklin Martins e outros).
Pelo menos uma vez na vida Dilma poderia realmente dar uma de macho, cortando o mal na própria carne, como divagava e enganava Lula.

Aqui vemos os Militares insatisfeitos com essa posição de Dilma de apoiar bandidos e corruptos e atacar aqueles que impediram da Implantação do Comunismo no Brasil:

Militares fazem convocação nacional urgente de resistência ao governo


Recebemos a notícia de uma convocação nacional urgente enviada por Marcelo Machado, presidente da ANMB (Associação Nacional dos Militares do Brasil) e por Ivone Luzado, da UNEMFA (União Nacional de Esposas de Militares das Forças Armadas) no intuito de organizar um protesto de resistência contra o "revanchismo governista", a farsa da Comissão da Verdade, contra a PEC 33, a PEC 37, o sucateamento bélico, o "terrorismo salarial", os "dias sombrios que rondam todos os brasileiros", pela "preservação da liberdade". 

A convocação, segundo os organizadores, não é restrita a militares, mas a todos os brasileiros e está marcada para o dia 11 de junho, na Praça dos Três Poderes, em Brasília - DF. 

Qual é a sua opinião a respeito? A convocação é legítima?

Leia a íntegra do documento:

E aqui vocês encontram a Casa Civil se negando a abrir a caixa preta da Rosemary Noronha:

Atualizado: 21/05/2013 17:44 | Por atualizado às 19h08, estadao.com.br

Casa Civil nega ao Ministério Público acesso a investigação sobre Rosemary

Documentos foram solicitados para inquérito no qual ex-chefe de gabinete da Presidência em SP é investigada; órgão diz que pedido desrespeitou regras legais


Casa Civil nega ao Ministério Público acesso a investigação sobre Rosemary
"Ex-chefe de gabinente da Presidência foi demitida após ter nome envolvido na Operação Porto Seguro"
A Casa Civil da Presidência da República negou ao Ministério Público Federal em São Paulo o acesso às informações sobre o processo de sindicância instaurado no órgão para apurar eventuais ilícitos funcionais por parte da servidora Rosemary Novoa de Noronha. A ex-chefe de gabinente da Presidência da República em São Paulo foi demitida do cargo após ter seu nome envolvido na Operação Porto Seguro, em 2012.
Por meio de ofício enviado no dia 24 de abril último ao chefe do Gabinete Pessoal da Presidência da República, o procurador da República José Roberto Pimenta Oliveira havia requisitado cópia integral do processo administrativo, em versão impressa e/ou digitalizada, para fins de instrução de Inquérito Civil Público que trata da eventual participação de Rosemary nos fatos descobertos na Operação Porto Seguro, realizada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal, sobre suposto esquema de venda de pareceres técnicos de órgãos públicos federais.
Rose já é alvo de ação penal ajuizada pelo Ministério Público em dezembro último por falsidade Ideológica, tráfico de Influência, corrupção passiva e formação de quadrilha. Os crimes teriam sido praticados no exercício de suas atribuições como chefe do Gabinete Regional da Presidência em São Paulo. Ao negar o pedido de informações do Ministério Público Federal em São Paulo, a Subchefia para Assuntos Jurídicos da Casa Civil informou que "o chefe do Gabinete Pessoal da Presidência da República não tem competência para prestar a informação requisitada". Em nota, a Casa Civil informou que o ofício encaminhado pelo órgão desrespeitou as regras previstas na legislação para esse tipo de documento.
Ainda de acordo com o documento, que utilizou como fundamentação o artigo 8º, parágrafo 4º da Lei Complementar nº 75, "requisições" do Ministério Público "quando tiverem como destinatário o Presidente da República" deverão ser "encaminhadas e levadas a efeito pelo Procurador-Geral da República ou outro órgão do Ministério Público a quem essa atribuição seja delegada".
A Assessoria de Comunicação do Ministério Público Federal destacou que de acordo com o artigo. 143 da Lei 8.112/90, que dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos federais, "a autoridade que tiver ciência de irregularidade no serviço público é obrigada a promover sua apuração imediata, mediante sindicância ou processo administrativo disciplinar".
Ainda de acordo com o artigo 154 da referida lei, "na hipótese de o relatório da sindicância concluir que a infração está capitulada como ilícito penal, a autoridade competente encaminhará cópia dos autos ao Ministério Público, independentemente da imediata instauração do processo disciplinar".
Em face da recusa no acesso às informações, o Ministério Público Federal "tomará as providências cabíveis, sendo certo que a mesma constitui um sério obstáculo ao pleno conhecimento dos ilícitos praticados por Rosemary".



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain