terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

#BOMBA! #Dilma vai Privatizar 24 PORTOS. A PRIVATARIA PeTista continua.

Por Carlos Parrini ... 

Não sou contra a Privatização, mas contra aqueles que mentiram em relação as Privatizações de FHC e hoje fazem pior. Podem ter certeza que a PRIVATARIA PTista é a pior que existe no mundo. Vejam que as Empreiteiras já pegam tudo mastigado, com grande somas de dinheiro público investido e só tem de dizer quanto deverão cobrar para usufruírem de toda essa estrutura portuária. Mais uma vez o Governo entrará com a grana, o Empreiteiro com as tarifas e o povo com a BUNDA. Está sendo assim com os Aeroportos, Maracanãs, Hidrelétricas, entre outros, por que não seria assim com os demais filés?.
Eles tem que aproveitar esse momento que o povo está mais preocupado com obras nos estádios de futebol e aumentos nas bolsas assistencialistas. O resto, pode se explodir que eles não vão reclamar. Só não pode faltar esmolas. Aí eles viram bichos.


Leiam mais esse babado:

Governo anuncia novas regras para privatização de portos brasileiros

A ideia do governo é privatizar 159 terminais de 24 portos, sendo que 42 são novos. Os outros têm contratos que venceram ou vão vencer até 2017.

O governo anunciou novas regras para a privatização dos aeroportos brasileiros. E as regras vão mudar: não é o maior lance que determina o vencedor da concessão e, sim a qualidade do serviço, como capacidade de movimentação de cargas e com o menor preço cobrado pelo serviço. A ideia do governo é privatizar 159 terminais de 24 portos, sendo que 42 são novos. Os outros têm contratos de arrendamento que venceram ou vão vencer até 2017.
Os leilões vão começar no Porto de Santos, que tem a maior movimentação de cargas do país, e pelos terminais do Porto de Belém. As licitações devem ser feitas ainda neste semestre, e vence quem oferecer o menor preço para transportar a maior quantidade de carga.
Os portos brasileiros são responsáveis pelo embarque de 95% dos produtos exportados. Mas, segundo o levantamento da ONG Contas Abertas, em 2012, o governo não conseguiu investir nem o que estava garantido no orçamento. Foram pagos 27,5% da verba autorizada.
As mudanças no setor estão previstas em uma medida provisória que será votada no Congresso e ainda pode sofrer alterações. “Nós estamos contando muito com os portos públicos e precisamos contar também com os privados. Um não anula o outro. Os dois podem conviver simultaneamente”, afirmou
Na próxima quinta feira, o governo vai discutir a medida provisória com os trabalhadores do setor.
Fonte:




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain