domingo, 6 de janeiro de 2013

#BOMBA! #VEJA revela AGENDA Explosiva de ROSE do #LULA

Por Carlos Parrini ....

Não pense vocês que essa Rosemary era apenas amante de Lula. Ela era mais que uma laranja, mais que uma fantoche, mais que alguém que não sabia de nada, mais que alguém para levar toda a culpa de Lula e Dilma, era mais que a numero UM de Lula, ela era o PARA-RAIOS do PT. Todas as encrencas e falcatruas era ela que resolvia. José Dirceu e Palocci só ficavam com as falcatruas bilionárias, mas essa Rose ficava com tudo, até com as mixarias. Tudo com as bençãos de seus chefões que juraram de pés juntos que não sabiam de nada, assim como juraram que José Dirceu, Genoino e Palocci eram inocentes. Quantas vezes não mentiram que o Mensalão era invenção do PIG?
Mas no fundo mesmo, estamos vendo que esta poderosa chefona de uma das quadrilhas, terá o mesmo destino que Marcos Valério e ficará na masmorra sozinha. Deixará de ser uma Super Mulher para ser mais que uma Mulher, uma Mulher com Palha, Uma Palha com Aço, Uma Palhaça, usada pelos corruptos rirem dela como estão rindo do Marquinho. Mesmo se quiser abrir a boca, os verdadeiros culpados jurarão de pernas juntos de que não sabiam de nada.


Vejam mais esse babado e se divirta:


A agenda-bomba da Rose do Lula.
sábado, 5 de janeiro de 2013

Edição de VEJA desta semana mostra que a amiga íntima de Lula participou das
negociações que definiram o comando do banco e do fundo de pensão de
seus funcionários, defendeu pleitos de caciques do PT e atuou como
lobista de luxo.

Não era bem o que parecia. Quando o nome de Rosemary Nóvoa de Noronha veio 
a público com a deflagração da Operação Porto Seguro, da Polícia Federal, 
a amiga íntima do ex-presidente Lula e então chefe do escritório da Presidência 
da República em São Paulo não passava de uma “petequeira”. A expressão, 
cunhada pelo ex-deputado Roberto Jefferson para designar funcionários públicos
que se deixam corromper em troca de ninharia, parecia feita para ela. Rose, como é
conhecida, foi acusada de integrar uma quadrilha especializada em
fraudar pareceres oficiais para beneficiar empresários trambiqueiros.
Defendia os interesses dos criminosos no governo e, em contrapartida,
tinha despesas pagas por eles - de cirurgia plástica a prestações de
carro. A versão da petequeira foi providencialmente adotada pelo PT.
Rose, ventilou o partido, agiria apenas na arraia-miúda do governo e sem
nenhuma relação com a sigla. Eis uma tese que os fatos vêm insistindo
em derrubar.

No mês passado, VEJA revelou que a amiga de Lula
usava o cargo para agendar reuniões com ministros de estado: abria as
portas, inclusive de gabinetes no Palácio do Planalto, a interesses
privados. Agora, descobre-se que sua área de atuação abrangia também
setores de orçamentos bilionários, como o Banco do Brasil (BB) e o fundo
de pensão de seus funcionários, a Previ. Rose, a petequeira, participou
ativamente das negociações de bastidores que definiram a sucessão no
comando tanto do BB quanto no da Previ, defendeu pleitos de caciques do
PT junto à cúpula do banco e atuou como lobista de luxo de empresários
interessados em ter acesso à direção e ao caixa da instituição. Sua
agenda de compromissos como chefe do gabinete da Presidência em São
Paulo, obtida por VEJA, mostra que, graças à intimidade com o então
presidente, a mulher que num passado não muito remoto era uma simples
secretária se transformou numa poderosa personagem do governo Lula.

http://coturnonoturno.blogspot.com.br/2013/01/a-agenda-bomba-da-rose-do-lula.html



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain