quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

#Dilma promete 800 Aeroportos. Cadê 6.000 creches e 500 UPAS?

Por Carlos Parrini ... 

Esse é o PT que promete mas não faz. Paulo Maluf pelo menos roubava mais fazia, como diziam nos papos populares. E o PT continua prometendo, principalmente quando um novo escândalo aparece. A única coisa que faz mesmo é distribuir Pão e Circo! As obras essenciais só na promessa. Até hoje, depois de 6 anos e muita roubalheira a transposição do Rio São Francisco está parada e apodrecendo, quando muitos nordestinos e animais morrem de sede. Nem as cisternas contratadas e que foram alvos de desvios e corrupção, foram feitas. Mas o Pão e o Circo não pode faltar, esse gera votos. O Brasileiro pode ser roubado pelos corruptos, pode passar sede, pode viver sem esgoto, pode viver sem luz e com apagões, pode viver a tantos escândalos como jamais vistos, mas sempre ficará agradecido com o Pão e Circo. Sabe que esse sistema é infalível pois além de caça niqueis para quem não precisa, é um caça votos deles. Por isso não acaba. Já os corruptos, volta e meia são denunciados e presos, mas os estragos ficam assim como as esmolas.
Com certeza essa promessa é para enganar trouxas numa hora em que o PT está mais sujo que pau de Galinheiro, seja acusado por Marcos Valério, acusado no esquema de Cachoeira, acusado no caso de Rosemary ou do mensalão onde já estão sendo presos. Vão prometer tudo, vão conseguir novas pesquisas dizendo que Dilma está batendo recordes, que Lula não sabia do Mensalão ou que não conhecia a amante Rosemary e prometer e dizer o que faz e acontece, e o povo vai acreditar, querem apostar?


Veja mais esta promessa mirabolante feita por Dilma em Paris, quando o Brasil não tem dinheiro nem para expandir o aeroporto de Guarulhos.

Em Paris, Dilma promete 800 aeroportos regionais

Em evento com investidores, presidente confirma a concessão nos grandes terminais e convida franceses a participar da licitação de ferrovias


ANDREI NETTO , CORRESPONDENTE / PARIS - O Estado de S.Paulo

A presidente Dilma Rousseff prometeu ontem, no seu segundo dia de visita à França, a construção de 800 aeroportos regionais no Brasil e a concessão dos maiores terminais. "Queremos que as cidades com mais de 100 mil habitantes tenham aeroportos no máximo a 50 ou 60 quilômetros, disse, explicando a uma plateia de grandes investidores a intenção de dispor "de uma aviação regional muito forte". "Os números no Brasil geralmente são muito grandes. Nós pretendemos fazer 800 ou mais aeroportos", ressaltou.
Sobre as concessões de terminais aeroportuários, Dilma assegurou que o modelo adotado nas próximas seleções será similar ao adotado nas concessões dos aeroportos de Viracopos, Guarulhos e Brasília - que têm 51% de participação privada e 49% da Infraero -, mas com maior grau de exigência sobre a experiência dos administradores.
Trem-bala. Ao discursar na sede do Movimento Empresarial da França (Medef), Dilma convocou empresários europeus a participarem dos investimentos em ferrovias, que vão somar R$ 91 bilhões. Horas depois, em Brasília, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) confirmou a publicação do edital de licitação para construção do Trem de Alta Velocidade (TAV).
Segundo Dilma, o País precisa superar gargalos de infraestrutura, deve construir uma rede de trens e prometeu boa remuneração aos interessados.
No início da manhã, a presidente visitou a União Internacional de Ferrovias (UIC), organização sem fins lucrativos que reúne 197 empresas ferroviárias, responsáveis por 95% da malha mundial, pelo transporte de 30 milhões de pessoas e 11 bilhões de toneladas de cargas por ano.
Em seu discurso a investidores, Dilma deu as linhas gerais do projeto, anunciado em agosto, de construir 10 mil quilômetros de ferrovias no Brasil. As obras incluem a construção e a concessão da linha de trem-bala entre Rio, Campinas e São Paulo, cuja primeira etapa da licitação - que selecionará a tecnologia e o operador - foi publicada ontem.
"O Brasil será um dos países, ao lado da China, que mais terá de investir em ferrovias", disse a presidente. "Não podemos nos dar ao luxo de transportar tudo por rodovias."
Disposta a demonstrar celeridade, Dilma disse que seu governo vai além do TAV. "Ao longo de 2013, teremos todas as licitações de transportes realizadas", afirmou, referindo-se a ferrovias e portos, e destacando a "alta rentabilidade" dos projetos.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain