domingo, 9 de dezembro de 2012

#BOMBA! Suiá Missú volta ao Vale dos Esquecidos e pede SOCORRO!

Por Carlos Parrini ... 

Na boa. Os brasileiros pedem SOCORRO!
Os brasileiros estão sendo discriminados. Existe um verdadeiro Apartheid que protegem Índios e Negros. Vejam que o mundo se moderniza , existe a globalização que contribui nisso e o Brasil ainda quer viver de passado. Já existem leis que punem a violência contra qualquer raça. Mas estão criando leis próprias a algumas raças em detrimento de outras. Nos Estados Unidos por Exemplos, os índios são civilizados e você não os vê dependente de ninguém. Existem leis severas contra a discriminação racial. Mas aqui tem de ser diferente. Tem que compensar perdas a Índios e Negros por problemas passados. Que culpa os da atualidade tem? Embora eu seja um galego de olho azul, por parte de mãe tenho sangue de índio e de negro. Quando vão me dar cotas e terras? Acho que não é por aí.
No caso dos índios especificamente, estão expulsando milhares de produtores agropecuários de suas terras conquistadas a mais de 20 anos, para devolverem aos índios. Dividiram o Estado de Roraima em dois, um para poucos índios e outros para milhões de brasileiros trabalhadores.
Mas vamos olhar pelo outro lado da moeda: Certa vez fui fazer um trabalho numa reserva indígena no Amazonas. Dentro dessa reserva tinha uma mineradora (Por questões de segurança não direi o nome). Nessa localidade tem 10% do que o mundo produz de estanho. Na época chegavam a retirar duas toneladas de cassiterita (matéria prima do estanho) por dia, do solo. Quando eu vi isso tudo, eu me questionava e os Índios? Acabei indo visitar a suposta aldeia dos donos da reserva e para minha surpresa, não encontrei OCAS ou TABAS e sim Vilas de casas. Cada casa tinha um carro GOL branco, Antenas Parabólicas, Grupo motor gerador de energia e redes com índios repousando nas varandas, bêbados fumando o cachimbo da paz. Pensei cá com meus botões: A mineradora tira todo o minério que consegue das terras indígenas e em troca dá mordomia e cachaça para os índios.

Índio antes e depois das mordomias proporcionadas por mineradoras

Vejo por trás disso tudo um conchavo entre a FUNAI, os ÍNDIOS, Exploradoras e Empreiteiras e o Governo. 
Vejam o caso de Roraima que tem a maior reserva de Nióbio do mundo. São apenas 98% de tudo o que existe no planeta e está exatamente ou coincidentemente  na reserva indígena, de onde foram expulsos produtores de arroz. Essa montanha de Nióbio seria capaz de tirar toda a miséria do Brasil, pagar a dívida externa e interna. O Canadá faz a festa com os outros 2% que produz. Veja essa denuncia AQUI.


É o caso de Belo Monte que também denunciei AQUI. Por trás dessa Hidrelétrica bilionária e que só vai funcionar seis meses por ano por causa da seca, tem toneladas de ouro.
O negócio funciona mais ou menos assim: Centenas de ONGs estrangeiras se espalham pela Amazonia com desculpas de proteção de índios, animais e pesquisas ambientais, mas na verdade pesquisam potenciais minerais e os demarcam quando acham. Os brasileiros que produzem lavoura e pecuária no local a dezenas de anos, são expulsos de áreas super produtivas para que centenas de índios assumam o local que deveria ser de todos os brasileiros. Em seguida autoriza que as ONGs tragam mineradoras internacionais para explorarem e contrabandearem tudo. Oficialmente, claro. 
Essa denuncia é muito grave mas como se trata de PT administrando, vocês podem esperar de tudo. Notem que a Petrobrás está praticamente falida. Precisando de dinheiro pela incompetência dos PTralhas, está torrando tudo. Eike batista acabou de comprar mais um bilhete premiado, ops, bloco da Petrobrás por Mixaria (Veja AQUI). O primeiro poço que conseguiu o deixou o sétimo homem mais rico do mundo. Com esse novo, deverá ficar entre os primeiros. A Petrobrás entre as últimas.
E a história se repete na Localidade Suiá Missú onde 250 mil hectares de terras produtivas serão dadas aos poucos índios da Região. Eles não continuarão o trabalho dos agropecuários para sobreviver, mas receberão sombra e água fresca das mineradoras que já sabem o que explorar na região.
Assim o brasileiro perderá, o camarada ganhará e o índio ficará fumando o cachimbo da paz.
Só nos resta pedir SOCORRO!

Vejam mais esta maldade que estão fazendo com produtores rurais Suiá:

Os repórteres Tiago Nalevaiko e Camila Nalevaiko, da TV Araguaia do Grupo de Comunicação Agência da Notícia, fizeram uma matéria especial sobre a desocupação da Suiá Missu. Veja o vídeo:
O Vale do Araguaia tenta por anos apagar a imagem de Vale dos Esquecidos, depois de Esquecido o Vale passou a ser da Prosperidade, da Esperança! Porém nos últimos anos o Título Vale dos Esquecidos, voltou a ser destaque e voltou a ser reconhecido pela população.
Um dos motivos que levou a população a essa baixo estima, é a decisão judicial que ordena a desocupação da área da Suiá Missu, são 165 mil hectares com mais de 400 propriedades e cerca de 7 mil pessoas que vivem no local.
O prazo máximo para a retirada das famílias venceu hoje dia 06 de dezembro, mas a população ainda espera em uma decisão do STF através do Presidente Ministro Joaquim Barbosa para que possa impedir a retirada das famílias, ou que a Presidenta Dilma Rousseff assine um decreto cancelando a desintrusão. Até o fechamento desta matéria nenhuma das duas alternativas foi atendida.
Muitos moradores começaram a retirar os pertences da área, são mais de 200 mil cabeças de gado que estão dentro da área em conflito, além disso, grande parte desses 165 mil hectares de terras estão destinados ao plantio da lavoura, de acordo com produtores 15 mil hectares estão plantados com soja para esta safra.
O gado está sendo vendido a preços muito baixos se comparado ao mercado, já que uma vaca parida, que é a vaca com o bezerro, de acordo com moradores os oportunistas estão pagando R$ 550,00, sendo que o valor em média da vaca parida é de pelo menos R$ 1.000,00. “Isso parece mentira o que está acontecendo aqui, não dá para acreditar que a partir de amanhã não teremos para onde ir, isso é uma tristeza profunda, eu não sei o que fazer tenho 77 anos e estou aqui sem saber pra onde ir”, disse emocionado o pecuarista Estevão Naves de 77 anos que há 11 anos mora na região da Suiá Missu.



Mineradoras e estratégias para explorar reservas indígenas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain