segunda-feira, 8 de outubro de 2012

LALA, LELE, LILI E CONAR


Por Maria Augusta Ribeiro do blog BELICOSA.COM.BR
Parece surreal, num país democrático, que ainda nos deparemos com aberrações como o caso das blogueiras Lala Rudge, Thassia Naves e Mariah Bernardes, que foram vítimas da investigação realizada pelo Conar.
O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária investigou as blogueiras e a loja Sephora por propaganda velada. As beldades fazem a linha fashion e indicam aos seus leitores o que lhes agrada, e isso inclui produtos vendidos nas lojas Sephora que, mesmo tendo espaços publicitários para marketing nas paginas das blogueiras, foram acusados.
Diante de poucos indícios deste comércio velado, o Conar decidiu advertir as bloggers e a empresa publicamente, e caso sejam reincidentes, serão todos penalizados.
A indignação foi geral, pois como um conselho que regulamenta o mundo publicitário detém o poder de avaliar blogs pessoais? Baseado em que argumentos? Se nem o comitê gestor da internet no Brasil advertiu as bloggers, como isso foi possível?
Não encontramos respostas, mas o sentimento de impunidade, para qualquer comissão que entender seu blog de forma equivocada e lhe lançar advertências e punições no mundo virtual, esta lançado.
Preocupante? Não. Amedrontador, pois, sem regras que estabeleçam quem pode regular os blogs pessoais, sites e afins na internet, qualquer um poderá fazê-lo.
Portanto, aos blogueiros, cuidado! Pois amanhã poderemos ser advertidos por indicar um bom livro, que museu visitar, ou quem sabe se poderemos ou não ver a final dos jogos no Brasil!
 
O caso continua a chamar nossa atenção pela falta de argumentos do Conar, pelo trato com as blogueiras, e pela falta de leis que balizem as regras dos blogs pessoais na internet diante dos rápidos avanços tecnológicos no mundo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain