quinta-feira, 4 de outubro de 2012

#BOMBA! APAGÕES fazem Povo usar Lamparinas. Culpa de #Dilma, #Lula ou #FHC?

Sempre criticaram FHC sobre os pequenos apagões que existiam no Governo dele e passaram-se 10 anos e o Governo do PT não fez nada. Só dá desculpas como essa abaixo do lobão que diz que é mera coincidência ou mentem quando dizem que um urubú ou temporal derrubou uma rede elétrica deixando uns poucos milhões de pessoas sem luz. O Máximo que estão fazendo é financiar a hidrelétrica de Belo Monte que vai gerar energia de seis em seis meses, se chover. Energia Eólica tão propagada está assim:


PARQUE EÓLICO. CONSUMIDOR PAGA R$ 370 MI SEM USO

Quase metade das usinas licitadas no primeiro leilão de energia eólica do Brasil está pronta sem poder gerar um único megawatt (MW) de eletricidade. Dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) mostram que 32 dos 71 parques eólicos leiloados em 2009 estão parados por causa da falta de linhas de transmissão. "Houve um descasamento entre a entrega das usinas e do sistema de transmissão", afirmou o diretor da agência reguladora, Romeu Rufino. Fonte: Estadão.


O que se tem o certo que o PT tem cumprido seu papel de mentiroso, doando fortunas ao exterior, desviando bilhões para a corrupção e Mensalões. Dessa forma o povo vai voltar a usar as velhas lamparinas, lampiões e e velas. Embora fique triste por não assistir a Carminha na TV, não ter água gelada na geladeira e voltar a usar moringas e fogoes a lenha, ficará feliz sabendo que o PT não deixará faltar as esmolas. Afinal, esmolas rendem votos, por isso jamais faltará.

Será que o povo conseguirá votar a luz de vela?
Talvez seria bom usarem bateria de caminhão.

Apagões do PT



Publicação: 19/10/2012 15:37 Atualização: 19/10/2012 15:52
Novo apagão deixa parte do Distrito Federal no escuro. De acordo com a assessoria da Companhia Energética de Brasília (CEB) a interrupção no fornecimento teria sido causada por um problema na linha de transmissão de Furnas para a subestação de Samambaia, que é de responsabilidade da CEB. Ainda de acordo com a Companhia, as áreas afetadas foram Santa Maria, Gama, Recanto das Emas, Águas Claras, Planaltina, Riacho Fundo II e Sudoeste. 



Lobão: Frequência de quedas de energia no país são 'coincidência'



O ministro Edison Lobão (Minas e Energia) afirmou nesta 
quinta-feira que as falhas dos últimos dias no fornecimento de energia 
elétrica aconteceram por “coincidência”. Ele negou que há um aumento 
considerável da frequencia das quedas. “Foi uma mera coincidência”, 
disse. “São episódios que lamentavelmente acontecem”, completou. Hoje, o
ministro se encontrou com o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico 
(CMSE), em Brasília, para discutir a falha que provocou queda de energia
em áreas das regiões Sul, Centro-Oeste e Sudeste e estados de Rondônia e
Acre.




Apagão deixa seis Estados do Nordeste sem energia elétrica

Mais de 5 milhões de pessoas foram afetadas após uma pane em um transformador na cidade de Imperatriz, no Ceará; também ficaram no escuro Maranhão, Bahia e Paraíba

Agência Estado 

Um apagão ocorrido na tarde de sábado (23)  deixou seis Estados do Nordeste sem energia elétrica. O pane, que durou entre 20 e 30 minutos, começou por volta das 15h50 e atingiu vários municípios da Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco e Sergipe. Mais de 5 milhões de pessoas foram afetadas.
Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), responsável pelo Sistema Interligado Nacional, tudo indica que o pane ocorreu em um transformador, na interligação Sudeste-Nordeste e Norte-Nordeste. Na tarde de ontem, havia sido detectada uma explosão de um equipamento na subestação da Companhia Energética do Maranhão na cidade de Imperatriz, que provocou a queda de energia elétrica em diversas cidades maranhenses e também no Ceará, Estado vizinho.
O apagão aconteceu das 15h50 às 16h20 e afetou também alguns bairros do Recife e outros municípios pernambucanos. De acordo com a Companhia Elétrica do Ceará (Coelce), como o sistema de energia é interligado nacionalmente, pode ser que o acidente em Imperatriz tenha provocado queda de energia também em outros Estados do Nordeste.
Conforme o sistema, um mecanismo de segurança corta a carga de energia de forma seletiva com a detecção do problema para evitar que a descarga danifique aparelhos. Nesse caso, apenas serviços essenciais, como hospitais e escolas, não deixam de ser abastecidos.
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que, quando acontece falha no serviço elétrico, o ONS convoca uma reunião para tratar do assunto. Segundo a Aneel, geralmente é aberto um processo de fiscalização para apurar as causas do incidente e podem ser aplicadas multas.
Na Bahia, a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia informou que a interrupção ocorreu entre as 15h50 e as 16h10 e atingiu 289 municípios do Estado. Em Pernambuco, o apagão aconteceu entre as 15h50 e as 16h12. De acordo com a Companhia de Energia Elétrica de Pernambuco, parte da Região Metropolitana do Recife foi afetada. Cerca de 45% dos clientes tiveram o fornecimento interrompido.
Leia todas as notícias do apagão no nordeste de 2011

Na Paraíba, a queda afetou apenas alguns municípios do leste e do centro do Estado, incluindo a capital, mas durou apenas seis minutos. A Paraíba deixou de receber, nesse tempo, a carga necessária para alimentar o Estado.
No Ceará, cerca de 200 mil clientes ficaram sem energia entre 15h50 e 16h20. O número equivale a 40% do total de clientes da Coelce. Em Sergipe, os consumidores ficaram sem luz das 15h50 às 15h52. A Energisa não soube informar quantos municípios foram afetados pela queda de energia. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Nem Dilma escapa do apagão.


Falha na distribuição provoca cortes de energia elétrica em vários estados

Publicada em 02/09/2011 às 20h30m
Luiz Ernesto Magalhães (luiz.magalhaes@oglobo.com.br)Ramona Ordoñez (ramona@oglobo.com.br)
RIO - Uma falha na distribuição de energia entre a Usina de Itaipu e a estação de Foz de Iguaçu, no Paraná, na tarde desta sexta-feira, provocou a interrupção do fornecimento de energia elétrica nas regiões Norte, Centro-Oeste, Sudeste e Sul. Segundo fontes do setor elétrico, o corte atingiu, em maior ou menor proporção, 14 estados do país: Acre, Rondônia, Pará, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Ainda de acordo com os técnicos, a distribuição do grau do corte de energia em cada região foi feita automaticamente pelos sistemas de segurança.

A interrupção, segundo o Operador Nacional do Sistema (ONS), durou 28 minutos. A falha na distribuição de 5.700 megawatts foi identificada às 16h43m, e o abastecimento normalizado às 17h11m, quando três dos quatro circuitos interrompidos voltaram à operação. O ONS ainda não sabe informar o que causou o problema, mas explicou que, ao se desligar automaticamente por questões de segurança, o sistema interrompeu toda a geração de energia do lado brasileiro de Itaipu e retirou do sistema cerca de 3 mil MW de energia.
No Estado do Rio, as concessionárias Light e Ampla receberam orientação do ONS para reduzir a tensão nas linhas, o que levou à interrupção no fornecimento. Na área atendida pela Ampla, que atua no interior do estado, 18 municípios ficaram sem energia durante vinte minutos. Na área da Light, 275 mil clientes das zonas Norte e Oeste do Rio e de alguns municípios da Baixada Fluminense, como Paracambi e Seropédica, tiveram o fornecimento de energia elétrica interrompido. Na capital, atendida pela Light, os bairros mais afetados foram Méier, Irajá, Vaz lobo, Madureira e Engenho de Dentro.
Segundo as duas operadoras, o fornecimento já foi restabelecido em todas as regiões atingidas



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain