sexta-feira, 27 de julho de 2012

#Bomba! CARTA CAPITAL acusa GILMAR MENDES de participar do MENSALÃO!

Olha gente! Vamos ter um grande Show a partir de 2 de Agosto e vocês estão convidados. As TVs que transmiti-lo ficarão em primeiro lugar no IBOPE. Deverá ser muito emocionante e revelador. Show esse tão importante que mereceu a interveniência de LULA, José Dirceu, CUT, UNE e agora da Revista CARTA CAPITAL. Por inexperiência dos 38 ALOPRADOS, ops, diretores e artistas, todos os ensaios foram um fracasso de tal forma que poderiam acabar com esse Show business ou pelo menos diminuírem o seu brilho. Pois, depois de tudo o que fizeram contra, a favor, fora ou dentro do Show do MENSALÃO, apareceu a Salvadora da Pátria, CARTA CAPITAL e parece que ele finalmente será exibido. Agora muito mais emocionante do que parecia. Principalmente por que a Revista Governista, resolveu entrar em cena dando um toque picante e com fortes emoções. Assim, esperam com essa mais nova interveniência, consigam transformar o show da vida real, em Ficção. 
Mas o que se tem de real mesmo é a fúria do Ministro Gilmar Mendes pelos aloprados estarem querendo que ele seja impedido de ser o crítico desse show e que poderá acabar com a arrecadação deles.
Lula, o grande Diretor desse tão esperado espetáculo, já tinha tentado acabar com a reputação do crítico divulgando e chantageando-o com informações falsas. E agora foi a vez da inexpressiva Carta Capital, que só vive por patrocínio Governista, querer fazer nome para sair da interpretação coadjuvante, trazendo pimentas mescladas com informações falsas para tornar o show mais próximo da ficção do que da realidade.
Até um dos Atores Principais, Marcos Valério, publicou uma NOTA de IMPRENSA dizendo que o tempero extra que a Revista CARTA Publicou é pura ficção e não condiz com a realidade.
Embora o script esteja bem apimentado, estão espalhando merda para tudo que é lado para ver se isso atrai mais curiosos. Ficou parecendo com uma comédia tipo pastelão. 
A expectativa é que o MEGA evento seja um sucesso estrondoso só de crítica já que a arrecadação foi toda distribuída aos protagonistas e coadjuvantes, antecipadamente. 
A apresentação será tão real que todos os participantes do show serão condenados sumariamente. De quebra, a revista Carta Capital estará sendo condenada a pagar uma indenização milionária por ter usado a imagem do Ministro Gilmar Mendes indevidamente. Não sabemos se a DELTA, Eike Batista ou Carlinhos Cachoeira poderão socorre-los. Mas tudo pelo bem do show.
Assim, todos estão convidados para o Show do Mensalão a ser apresentado no Circo Brasil, onde todos vocês já eram os palhaços. Espera-se que depois desse show do julgamento histórico, todos esses artistas participantes é que usem narizes de palhaços e sejam aplaudidos de pé.

Vejam as notícias:

Aqui a reportagem falsa da Carta Capital:

Capa da Revista CartaCapital





Aqui o Publicitário Marcos Valéria, integrante do Esquema do Mensalão, publica uma nota dizendo ser falsa estas informações da Revista Carta Capital:
FONTE: Brasil247

Valério atribui a falsário capa de Carta Capital

Valério atribui a falsário capa de Carta CapitalFoto: Edição/247

PUBLICITÁRIO EMITE NOTA EM QUE MANIFESTA "PERPLEXIDADE" SOBRE REPORTAGEM; "FOI BASEADA EM DOCUMENTOS E INFORMAÇÕES FALSAS", ALEGOU; SEM CITAR O NOME DO LOBISTA NILTON MONTEIRO, VALÉRIO APONTOU NA DIREÇÃO DELE COMO AUTOR DO QUE DIZ SER UMA FALSIFICAÇÃO: "PESSOA NOTORIAMENTE CONHECIDA POR ENVOLVIMENTO EM FRAUDES"

27 de Julho de 2012 às 22:02
247 – O publicitário Marcos Valério, por meio de seu advogado, optou por manifestar, em nota à imprensa, "perplexidade com o teor de matéria publicada nesta data pela revista Carta Capital". Ele sustentou que a apuração da reportagem da revista semanal foi "baseada em documentos e informações falsas". Sob a capa "O valerioduto abasteceu Gilmar", a publicação divulgou, entre outros documentos, uma "Declaração para fins de prova judicial ou extrajudicial", que teria sido assinada no 1º Ofício de Belo Horizonte, pelo próprio Marcos Valério, na qual está a admissão de repasse de "R$ 4.500.000,00 para Dr. Eduardo Brandão de Azeredo". A soma, diz a peça, teve como origem recursos oriundos do "BEMGE, CREDIREAL, BANCO RURAL, COMIG, COPASA, LOTERIA MINEIRA, e por intermédio das construtoras ANDRADE GUTIERREZ  e ARG".
Abaixo, a nota assinada pelo advogado do publicitário:
NOTA À IMPRENSA
A defesa de Marcos Valério Fernandes de Souza manifesta sua perplexidade com o teor de matéria publicada nesta data pela Revista Carta Capital. Trata-se, lamentavelmente, de reportagem baseada em documentos e informações falsas. Ao que tudo indica, documentos provavelmente produzidos por pessoa notoriamente conhecida por seu envolvimento em fraudes diversas em Minas Gerais, que recentemente esteve preso acusado de estelionato e que, inclusive, seria beneficiado, de forma no mínimo curiosa, no próprio documento falsificado.
A defesa de Marcos Valério reitera seu respeito e confiança no Poder Judiciário, especialmente no Supremo Tribunal Federal, manifestando seu repúdio a qualquer dúvida que seja levantada sobre a credibilidade, a capacidade jurídica e a imparcialidade do Ministro Gilmar Mendes. Trata-se de magistrado que exerce suas funções de forma exemplar, dignificando seu exercício no Pretório Excelso.
Repita-se: a matéria baseia-se em documentos e informações falsas, cujo teor são veementemente rechaçados por Marcos Valério Fernandes de Souza. Os dois documentos constantes da publicação não foram produzidos ou assinados pelo mesmo, parecendo ser mais uma montagem do conhecido falsário.
Marcos Valério aguarda, com serenidade, o início do julgamento da Ação Penal nº 470 pelo Supremo Tribunal Federal.
Belo Horizonte, 27 de julho de 2012
Marcelo Leonardo
Advogado Criminalista e defensor de Marcos Valério



Aqui a reação de Gilmar Mendes:
FONTE: Estadão

Mendes processará revista por envolvê-lo com mensalão

MARIÂNGELA GALLUCCI - Agência Estado
O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), vai processar a revista Carta Capital por ter publicado nesta semana reportagem relatando que ele teria recebido R$ 185 mil do esquema do mensalão mineiro.
O gabinete de Gilmar Mendes informou que ele "vai entrar com as medidas judiciais cabíveis contra revista" e que não vai se manifestar sobre "a absurda matéria".
Tramita no STF um processo aberto contra o deputado Eduardo Azeredo (PSDB-MG) por suspeita de envolvimento no esquema similar ao mensalão federal, que começará a ser julgado na próxima semana no Supremo. O esquema mineiro supostamente funcionou na década de 90 para arrecadar ilegalmente dinheiro para a campanha ao governo de Minas Gerais quando Azeredo era candidato à reeleição, em 1998.


.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain