terça-feira, 5 de junho de 2012

PRESIDENTE LULA É DESMASCARADO COMO TRAFICANTE!

Lula traficante? É isso mesmo... Lula, que traficou durante todo o seu desgoverno sob a alcunha de “fazer política”, foi dessa vez desnudado por suas intenções deletérias conforme reportagem que a Veja trouxe nesta última quinzena de maio, devidamente confirmada por todos os participantes do encontro.

Informalmente ainda no poder, trafica as influências angariadas em seu período de formalidade na defesa de um dos crimes de poder de maior escracho e repercussão social da história desta República, que estará proximamente figurando na pauta das próximas seções plenárias do STF, salvo manobra...

A revista Veja trouxe reportagem que mostra um encontro entre Lula, Nelson Jobim e Gilmar Mendes, no escritório de advocacia de Nelson Jobim. Nesse “improvável” encontro, Lula pressiona o ministro Gilmar Mendes a não levar a plenário o julgamento do mensalão, que segundo ele poderia prejudicar os resultados que almeja obter nas eleições para prefeitos e vereadores que se aproximam. Nada muito diferente é verdade, de sua incansável luta pela impunidade dos seus, que segundo seu ângulo de visagem tudo podem, independente do respeito ao direito posto e aos deveres de probidade que se espera de todos, indistintamente todos os agentes públicos e políticos investidos por seus cargos e mandatos.

Agrava a situação a forma em que o tráfico processou-se. Lula, no firme objetivo de continuar a postergar o julgamento do mensalão traficou sua influência alegando ter a CPI do Cachoeira em suas mãos, e que qualquer incômodo que o ministro viesse a sofrer à respeito da tal viagem patrocinada pelo Cachoeira ele teria como dar seu jeito...

Vale ressaltar, que tão logo “chantageado”, Gilmar Mendes trouxe a imprensa os documentos necessários que fazem prova do não uso dos favores ventilados de Cachoeira em seu benefício, uma chantagem política perpetrada às raias do desespero do que está por vir com o julgamento do mensalão, sem qualquer influência para traficar com um Ministro de Estado como se percebe...

Aliás, senti-me constrangido ao ver o discurso da presidente Dilma de desagravo e elogios imensuráveis a Lula. A cada pausa para respirar, como parte de um espetáculo circense, o senador-bajulador Mercadante, que encontrava-se no auditório, levantava-se eufórico para de pé aplaudir, e olhando para trás pedia que os demais também levantassem repetindo sua ação patética...

Muito me espanta a que ponto chegou nossa República Democrática, quando percebemos um(a) Chefe de Estado louvando seu antecessor por sua ausência completa de ética. O partidarismo vem suplantando em muito os mais rasos ideais de probidade ético-moral que se deveria constitucionalmente praticar-se nas esferas públicas do Estado. Tem-se em larga escala praticado como uso corriqueiro uma espécie de regime de compensação. O agente político é desvendado por suas prática antiética e/ou criminosas e em sua defesa se tem usado o cumprimento de seu oficio funcional em outras situações como se possível fosse compensar. Assim se estabelece: Se chefio um esquema de propina para aprovação dos projetos de meu interesse, em contrapartida dou bolsa família e outras bolsas mais no meu programa para erradicar a pobreza... Sem qualquer nexo causal tenta-se compensar seus desfeitos com seus feitos funcionais em uma vil tentativa de se desfocar a ilicitude e/ou imoralidade praticada. Uma ilicitude de um fato não desaparece com a licitude de outra prática funcional dissociada daquela, um despropério maquiavélico, que jamais se poderia ventilar a partir de quem ocupa o cargo político mais importante de nossa estrutura de Estado.

Faço lembrar, que os ensinamentos de Maquiavel não se aplicam nem a boa administração nem ao melhor direito, por isso, os meios para se alcançar os fins (muitas vezes ilícitos) devem ser lícitos. Por isso, traficar influências escambeando-a para conseguir favorecimentos com o objetivo de alcançar seus fins (ilícitos ou ao menos imorais) revela-se prática odiosa, definidora indubitavelmente do caráter distorcido do praticante.

Dilma, que vem inclusive fazendo um governo bem mais razoável que seu antecessor, principalmente no aspecto resposta à sociedade pelos crimes desvendados pela imprensa, afastando seus praticantes, ainda que pertencentes à base aliada, pode se complicar se deixar essa querida aparente desvinculação da prática de seu antecessor e passar a publicamente defendê-lo em meio ao lamaçal que está submerso...

Já passou da hora de Dilma desvincular-se da figura que a apadrinhou, preferencialmente se despartidarizar da falta de ética e ganhar visibilidade própria, pois a lama sempre esteve a sua volta, mas ainda não se tem a prova cabal de que nela a senhora presidente mergulhou, embora reste inelutável que está na iminência de publicamente engoli-la...

Por último, quero firmar, que já passa da hora do MPF ordenar que se investiguem as práticas pouco condizentes com a moralidade administrativa do ex-presidente Lula por sua posição ocupada na República, valendo lembrar, que agora não contará mais com o foro por prerrogativa de função, e, portanto, se tiver realmente suas práticas investigadas sem qualquer blindagem (um sonho quase utópico) responderá perante o juízo de 1º grau como criminoso comum...
O PSDB fez uma representação ao MPF, e o PGR Roberto Gurgel, devidamente, enviou-a para o MP que atual em 1º grau de jurisdição. A representação foi por cometimento dos crimes de coação no curso do processo, tráfico de influência (ativo) e promessa de vantagem indevida. É pouco por seu passado, contudo...

Leonardo Sarmento,
www.mosaicodelama.blogspot.com






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain