sexta-feira, 6 de abril de 2012

#BOMBA! Empresa de Carlinhos Cachoeira tem contratos com Governo do PT!

Demóstenes é apenas um boi de piranha. Por trás de Cachoeira tem um esquema muito grande de desvio de dinheiro público que vai desde a câmara até o Governo Federal. Notem que ninguém abre a boca. Apenas Militantes do PT e da base alugada que são incitados, enquanto os graúdos ficam dentro do armário torcendo para que não haja CPIs. Se houver CPI e se deixarem-na ser aprofundada, não ficará pedra sobre pedra no congresso e no palácio do Planalto. Quase todos estão  interligados dentro desse esquema fraudulento.
Vejam que esse esquema é liderado por um Bicheiro. Esses são reconhecidamente perigosos e gente pode sair machucada.


Edição do dia 05/04/2012
06/04/2012 01h03 - Atualizado em 06/04/2012 01h03

Cachoeira tinha sócios de fachada em empresa de segurança


Empresa conseguiu contratos com o Governo Federal. Segundo informações do SIAFI, contratos são de mais de R$ 450 mil, desde 2010.

Camila BomfimBrasília, DF
O bicheiro Carlinhos Cachoeira, preso pela Polícia Federal, tinha sócios de fachada numa empresa de segurança que conseguiu contrato com o Governo Federal. A Polícia Federal diz que o grupo do bicheiro montou um esquema de blindagem patrimonial.
Segundo as investigações, a organização criminosa usou laranjas e testas de ferro para figurarem como proprietários de empresas para ocultar a real movimentação financeira.
A Ideal Segurança Limitada, que fica em Goiânia, é citada na investigação como uma delas. Segundo a PF, a empresa está em nome de duas pessoas ligadas ao grupo do bicheiro, mas ele ditaria as regras junto com três sócios.
A Ideal recebeu do Governo Federal cerca de R$ 450 mil desde 2010, segundo informações do SIAFI, o sistema de acompanhamento dos gastos do Governo.
O Jornal da Globo teve acesso a um documento interno, que traz referências financeiras a duas empresas públicas: o Serpro, vinculado ao Ministério da Fazenda, e a Dataprev, subordinada ao Ministério da Previdência.
O nome Dataprev aparece sete vezes com valores que somam mais de R$ 50 mil entre fevereiro e julho do ano passado. No mesmo período, o Serpro aparece seis vezes na tabela, num total de cerca de R$ 42 mil.
O problema, para a PF, é que a Ideal pode ter sido constituída com o uso de recursos ilegais, provenientes de outras empresas que fariam parte de um canal de lavagem de dinheiro. Segundo as investigações, Cachoeira teria investido R$ 100 mil para ter, informalmente, 20% da empresa.
O Serpro diz que fechou contratos de quase R$ 100 mil com a Ideal, entre outubro de 2010 e setembro de 2011 por licitação e que não sabia das ligações do bicheiro com a empresa. A Dataprev não atendeu às ligações do Jornal da Globo.
A Polícia Federal também descobriu que Carlinhos Cachoeira acompanhava de perto os negócios da Ideal. No trecho de uma gravação feita em abril do ano passado ele mandou avisar que o serviço de segurança de um aterro de lixo em Goiás iria passar para empresa Ideal e até orientou como os funcionários deveriam se vestir por causa da presença de funcionários do Ministério do Trabalho no local.






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain