sexta-feira, 2 de março de 2012

#BOMBA! Candidatura de José Serra a Prefeito, esfria Base Alugada!

Por essa ninguém esperava! O temido José Serra, diversas vezes prefeito, Governador e Senador por São Paulo e considerado o melhor Ministro da Saúde do mundo, agora é candidato a eleição a prefeito de São Paulo.
Acreditamos que ele não só está atendendo ao clamor do povo que tem se manifestado nas redes sociais com a TAG #QueremosOposicao, bem como quer passar de vez por todas uma pá de cal nas intenções desses apoiadores da corrupção que querem tomar conta de vez de São Paulo a qualquer custo.
Até mesmo o Prefeito Kassab, que namorava com PTistas, reconheceu a força de Serra e já tratou de apoiá-lo. Enquanto isso, a base alugada do Governo tenta botar candidatos folclóricos como Tiririca, Netinho ou Celso Russomano, para tentar eleger alguns gatos pingados na Camara dos vereadores, já que estão mais sujos do que pau de galinheiro. 
Não é fácil voce conseguir votos quando voce se une a politicos fichas sujas e a governos onde grande parte dos ministros foram pegos roubando dinheiro público.
Não é fácil fazer parte de uma base que apoia a prisão de BOMBEIRO em Bangú I, sem direito a fiança e ao mesmo tempo apoia a anistia do assassino e criminoso Cesare Batistti. Não é fácil conseguir votos estando num governo encabeçado por José Sarney, Jader Barbalho, Renan Calheiros, Collor, Paulo Maluf, José Dirceu, José Genoino, o aloprado Aluisio Mercadante que só serve de papagaio de pirata, O ex cara Pintada Lindemberg Faria que deu um Rombo na UNE e na Prefeitura de Nova IGuaçu.
Eles precisam fazer alguns milagres tais quais roubar votos, comprarem votos, colocar Lula no avião presidencial para visitar diversos municipios, colocarem Silvio Santos e etc., pois do jeito como o povo anda revoltado, o governo não elegerá nem suplente.

Vejam a matéria:

Tenho impressão que Serra será eleito em SP, diz governador de MG 
Publicado Quarta-Feira, 29 de Fevereiro de 2012, às 15:42 | Denise Motta, iG Minas Gerais

Sucessor de Aécio em Minas, Antonio Anastasia diz torcer por Serra na capital paulista e por Aécio como candidato tucano em 2014 
A decisão do ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) de candidatar-se à prefeitura da capital paulista enriquece o processo político, avalia o governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia (PSDB). “Tenho impressão que (ele) será eleito”, opina. Afilhado político do senadorAécio Neves (PSDB-MG), Anastasia fez questão de separar o processo político de 2012 com o de 2014. Serra disputa com Aécio Neves espaço dentro do PSDB para candidatar-se à Presidência da República.


Os então candidatos Aécio (Senado), Anastasia (governo) e José Serra (presidência). Dos três, Serra foi o único derrotado
Os então candidatos Aécio (Senado), Anastasia (governo) e José Serra (presidência). Dos três, Serra foi o único derrotado
Foto: Divulgação



“Uma vez fui perguntado sobre a candidatura do governador José Serra à prefeitura e eu disse, naquela época, como digo agora, que ele tem os qualificativos e as habilidades para ocupar todos cargos do Brasil. Já ocupou vários deles, se candidatou à presidência duas vezes e é um quadro do PSDB do mais alto valor. Já foi prefeito de São Paulo, governador de São Paulo e, com certeza, fará uma bela campanha”, avaliou em entrevista no começo da tarde desta quarta-feira (29).

O governador mineiro disse ainda ser difícil prever se Serra terá disposição para disputar mais uma vez a presidência. Mas frisou que tem preferência e torce para que Aécio, dentro de um processo pessoal e de condições favoráveis, dispute a sucessão da presidenta Dilma Rousseff(PT), em dois anos. “É difícil fazer especulações neste momento. As eleições em 2012 têm um quadro e em 2014 têm outro. Eu defendo que o senador Aécio, querendo e com as condições sendo favoráveis, seja candidato”, respondeu à pergunta sobre se acredita que a candidatura de Serra à prefeitura deixa o caminho livre para Aécio.

Questionado sobre a metodologia de prévias para escolha de candidatos tucanos, Anastasia disse ser favorável ao procedimento. Sobre São Paulo, ele disse que o processo deve ser definido pelo diretório estadual local. Já sobre a hipótese de prévia em 2014, o governador lembrou que em 2010 já havia defendido este procedimento. “Em 2010, defendemos processo de prévia e eu acho que é um processo democrático no âmbito dos partidos”.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain