terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

BOMBA! Família de Fernando Haddad fez viagens em jatinhos oficiais

Muita safadeza esse Haddad usar aviões da FAB em benefício próprio e para turismo da família. Esse cara fez o maior estrago no Ministério da Educação que ficou pior do que quando entrou Vejam AQUI). Só deu prejuízos. Comprou milhares de livros com erros de português, quis implantar o Kit Gay goela abaixo dos estudantes, permitiu distribuição de camisinhas nas escolas incentivando o sexo prematuro e os diversos escândalos do ENEM. 
Ainda quer ser prefeito de São Paulo. Claro que isso pode até acontecer pois é desejo do PT elege-lo de qualquer jeito. Espere e verão esse cumpanheiro escoltado por Lula e Dilma, usando a máquina pública para tentar elege-lo. Não esqueçam que Lula conseguiu eleger até um poste de pau mandado.
Espero que os Paulistas o defenestre de uma vez por toda e não deixe nenhum corrupto assumir um cargo tão importante.
Vejam abaixo a reportagem transcrita da FOLHA de São Paulo:

Família de Fernando Haddad fez viagens em jatinhos oficiais


O pré-candidato a prefeito de São Paulo pelo PT, Fernando Haddad, usou jatinhos da FAB (Força Aérea Brasileira) para transportar a mulher e a filha de Brasília para São Paulo enquanto ocupava o cargo de ministro da Educação, informa reportagem de Lúcio Vaz, publicada naFolha desta segunda-feira (a íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

Levantamento feito pela Folha revela que foram 129 deslocamentos em aeronaves oficiais, entre janeiro de 2010 e dezembro de 2011 --pelo menos uma viagem de ida e volta por semana. Em 97 voos, estavam juntos o então ministro, a mulher, Ana Estela, e a filha menor, além de outras autoridades e servidores públicos.
Foram 48 voos exclusivos, sem outros ministros, de Haddad para São Paulo. Em 15, estavam só ele, a mulher e a filha. Em 33, assessores também.
OUTRO LADO
Haddad afirmou não ver problema no transporte de seus familiares em jatos do governo. Disse que, a partir de 2008, passou a ir quase todos os finais de semana para São Paulo porque o filho, que tinha 15 anos, passou a morar lá. "A minha menina tinha sete, e eu não iria deixar os dois sem convivência."
Ele afirmou ainda que a maioria dos voos teria sido compartilhada: "Em quase todos, com raras exceções, eu estava vindo com outro ministro. E, quando pedia carona, eu perguntava se tinha três lugares: para mim, a Estela e a Carolina, que eu não ia deixar em Brasília sozinha".
A FAB informou que não fiscaliza quem está nos voos que realiza, sendo essa uma responsabilidade do ministério que solicita o transporte.
Leia a reportagem completa na Folha desta segunda-feira, que já está nas bancas.
Editoria de Arte/Folhapress


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Ratings and Recommendations by outbrain