Se você não Compartilhar, ninguém vai saber!!!


quarta-feira, 15 de junho de 2011

#BOMBA! Sergio Souza, Suplente Ministra Gleisi também envolvido em corrupção.

E a corrupção não pára. Mas não é de se estranhar pois nunca na história do Brasil, fomos governados por tantos corruptos. Eles fazem um revezamento: Quando não é do PT é do PMDB, quando não é do PMDB é do PT. Uma grande dobradinha a favor da destruição do país.
Agora é com Sergio Souza, Suplente no Senado da Senadora e agora ministra da Casa da mãe joana, ops, Casa Civil, Gleisi Hoffmann.
Esse meliante é acusado de receber salários de sua mãe, que tudo indica ser uma funcionária fantasma. A desculpa dele: "Ela não tinha conta bancária".
Mas o esquema de corrupção não para por aí. Vem chumbo grosso também para a ministra de rostinho bonito mas que não tem nada de agradável em seu passado como chefona FINANCEIRA da Itaipú Binacional. Pesa contra ela também, ter sido secretária de outro meliante, o Governador Zeca do PT também com muitas acusações de desvio do dinheiro público.

Vejam o que já está rolando na NET para as BOMBAS que estão por vir:


Já, já, mais um escândalo Petista perto de você...

Vamos ver quanto tempo vai levar para aparecer "os podres" da Senadora Gleisi Hoffmann, agora Ministra da Casa Civil; (ela é a esposa do Ministro Paulo Bernardo, funcionário de carreira do Banco do Brasil que queria ser seu Presidente mas, não conseguindo, por não ter diploma universitário (previsto no regulamento do BB), mas, que pode ser Ministro do Planejamento, das Comunicações e etc...). 
Em depoimentos na TV Senado ( CPI do Mensalão, etc) quando uma secretaria de um político do PT de Londrina-PR, depôs contra a Gleisi... Ela foi acusada de doações da Itaipu Binacional para a campanha do PT nacional (Lula) e para prefeituras paranaenses do PT (Londrina, Maringá, Ponta Grossa, etc)... A Gleisi, era apenas e tão sòmente, a chefona do setor FINANCEIRO da Itaipiu Binacional, e acusada de desviar alguns milhões de caixa dois para as eleições... Na ocasião, houve um silêncio sepulcral por parte dos PeTistas... Quem tiver curiosidade, poderá se deleitar com essas esperadas denúncias....Vamos aguardar! Em tempo: Em Ponta Grossa, nem o dinheiro de Itaipu salvou a reeleição do candidato a prefeito que era do PT... 


Aliás e a propósito: ela foi secretária do governo Zeca do PT, no MS, e isso, por si só, já é "escola" mais que sufucuente na "arte'" de roubar escanacarada e desavergonhadamente...

Aqui a matéria sobre Sergio Souza extraída do site Uol.Noticias:


Suplente de Gleisi Hoffmann é envolvido em investigação da Polícia Federal

Carlos Kaspchak
Especial para o UOL Notícias
Em Curitiba



Antes mesmo de tomar posse, o suplente Sérgio Souza (PMDB), que assume nesta terça-feira (14) a vaga de Gleisi Hoffmann (PT) no Senado, precisou dar explicações sobre a denúncia de que ele é investigado na Operação Gafanhoto, desencadeada em 2008 pela Polícia Federal para apurar fraudes e desvio de recursos públicos na Assembleia Legislativa do Paraná, no período entre 2001 e 2004.
As investigações apuram um esquema no qual eram depositados salários de vários funcionários em uma só conta corrente, e que depois eram sacados por terceiros. Na operação também é investigada a nomeação de funcionários fantasmas nos gabinetes e diretorias da Assembleia do Paraná.
Souza disse na segunda-feira (13) que não sabia ser um dos alvos da operação, mas admitiu que recebia salários em nome de sua mãe, que era funcionária no gabinete do ex-governador Orlando Pessuti (PMDB), seu padrinho político. Souza trabalhou por 12 anos como assessor do então deputado Pessuti e foi indicado por ele para ser suplente na chapa de Gleisi Hoffmann na eleição ao Senado, em 2010. Souza é filiado ao PMDB há 15 anos.
“É verdade, minha mãe foi funcionária e eu recebia os salários na minha conta porque ela nunca teve conta bancária e não tem até hoje”, disse o futuro senador. Ele explicou que a mãe era assessora e que realizava trabalhos externos fora do gabinete do deputado Pessuti. “Ela era assessora política e não ficava necessariamente no gabinete, como era comum na época. Ela também fazia atividades assistenciais”, afirmou.
O ex-governador Orlando Pessuti defendeu Souza das acusações. Ele confirmou que a mãe dele foi funcionária da Assembleia durante alguns meses, mas negou que ela fosse funcionária fantasma. “Infelizmente a denúncia não corresponde com a realidade dos fatos. Ele não se apropriou do salário da sua mãe. Ela não era assessora fantasma. Eu, assim como a grande maioria dos deputados daquela época, mantinha assessores parlamentares nos municípios onde tinha representação política.”
A assessoria de imprensa do Ministério Público Federal do Paraná informou ao UOL Notícias que só nesta terça-feira (14) poderá confirmar ou não se o nome do futuro senador consta nas investigações. O processo da Operação Gafanhoto corre em segredo de justiça e foi desencadeado em 2008 por ação do Ministério Público Estadual do Paraná, que também informou à reportagem não poder confirmar se Sérgio Souza foi investigado na época.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se voce gostou, curta e compartilhe.

Se não Compartilhar, poucos saberão!!!




Curta, comente e compartilhe no FaceBook e apareça aqui:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...